FecharX

Uso excessivo de remédios pode matar 10 milhões por ano

Uma pesquisa da ONU revelou que, até 2050, milhões de pessoas devem morrer por causa de doenças resistentes a medicamentos


Créditos da imagem: Adul10/shutterstock.com
Main shutterstock 544348294
Agência Brasil
04/05 às 17:00
Atualizado em 04/05 às 17:00

Uma pesquisa da Organização das Nações Unidas (ONU) mostra que, até o ano de 2050, 10 milhões de pessoas no mundo poderão morrer a cada ano devido a doenças resistentes a medicamentos.

Atualmente, pelo menos 700 mil pessoas morrem todos os anos devido a essas doenças, incluindo 230 mil por causa da chamada tuberculose multirresistente. O prejuízo à economia global, segundo o estudo, pode ser tão perigoso quanto o da crise financeira mundial de 2008 e 2009. A estimativa é que, até 2030, o problema leve cerca de 24 milhões de pessoas à extrema pobreza.

A análise da ONU revela um fenômeno conhecido como resistência antimicrobiana, isto é, a resistência desenvolvida por agentes causadores de doenças a remédios e substâncias como os antibióticos, os antivirais e os antifúngicos. O relatório aponta que doenças comuns, como infecções respiratórias, urinárias e também infecções sexualmente transmissíveis, estão se tornando cada vez mais difíceis de serem tratadas.

O relatório recomenda, entre outras medidas, priorizar planos de ação nacionais para ampliar os esforços de financiamento e capacitação; implementar sistemas regulatórios mais fortes e de apoio a programas de conscientização para o uso responsável de antimicrobianos e investir em pesquisa e no desenvolvimento de novas tecnologias para combater a resistência antimicrobiana. O estudo completo está disponível na internet.  

Tags:
  • eusoubh
  • soubh
  • cuidados
  • medicação
  • remédios
  • saúde
Comentários

Comentários