FecharX

Quase 40 milhões de crianças no mundo estão acima do peso

Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil chama atenção para o problema


Créditos da imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Main obesidade infantil
Redação Sou BH
03/06 às 08:30
Atualizado em 03/06 às 08:30

Nesta segunda-feira (3), é celebrado o Dia da Conscientização Contra a Obesidade Mórbida Infantil. A data merece atenção já que, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em todo o mundo são 38 milhões de crianças de até cinco anos com excesso de peso.

Para o médico especialista em endoscopia digestiva e gastroenterologia Henrique Eloy, o tratamento da obesidade em crianças e adolescentes deve ser multidisciplinar, contando com o acompanhamento obrigatório de uma equipe de profissionais qualificados, que vão desde um nutricionista até um instrutor de esportes. Segundo ele, a mudança comportamental de toda família é a principal ferramenta no combate à doença.

Henrique diz ainda que o tratamento medicamentoso e cirúrgico em crianças é totalmente contraindicado, já em adolescentes, a prática deve ser realizada somente em casos excepcionais, com a indicação formal de toda a equipe. “É de suma importância nestes casos, que antes da realização de uma cirurgia, seja avaliada a maturação óssea destes pacientes, pois caso ela não esteja completa, a operação não pode ser autorizada. Para evitar o uso da cirurgia, os procedimentos endoscópicos – como o balão intragástrico – podem ser uma indicação eficaz no tratamento da obesidade em adolescentes”, conclui.

Obesidade na América Latina

Em visita ao Rio no fim do mês passado, o representante da FAO, Rafael Zavalla, disse que o maior problema da América Latina atualmente não é mais a fome, mas a obesidade e citou três fatores que deixam o problema mais complexo: a grande quantidade de alimentos ultra-processados; o sedentarismo; e a promoção do consumo de alimentos "não bons".

Dentre os dez países líderes da obesidade no mundo, quatro estão nas Américas, sendo dois na América Latina, México (32,4%) e Brasil (20,8%). 

Segundo a FAO, existem 672 milhões de pessoas obesas no mundo, ou seja, a cada oito indivíduos mais de um enfrenta a obesidade.

Comentários