FecharX

Fashionistas investem em moda autoral

Peças feitas sob medida que não pesam no bolso são atrações de ateliês que atendem Belo Horizonte


Créditos da imagem: Ateliê Cabrada Peste
Main cabradapeste 20140816225107
Vestido sob medida
Redação Sou BH
16/08/14 às 19:51
Atualizado em 01/02/19 às 17:58

Modelos exclusivos, estampas, tecidos e cortes. No ateliê, as modistas se preocupam não só com o resultado final de uma peça projetada, mas com o caimento que essa peça terá no corpo da cliente. Tudo planejado, feito sob medida e o melhor: nada de preços exorbitantes. “Moda autoral” e “fazer manual” são termos que conquistam cada dia mais o mercado de moda feminina da capital. Poder vestir o tipo de roupa que gosta, com caimento perfeito no corpo e uma estampa que combina com você, é possível. Por isso, dois ateliês da cidade se destacam em meio a um mercado de roupas produzidas em série.

O Cabrada Peste, por exemplo, é um grupo formado por quatro pessoas, que atuam no mercado de moda da cidade. No ateliê, produzem peças únicas, com estampas especiais. Larissa Gama, responsável pelo desenho e confecção das peças do Cabrada Peste explica que antes o tecido era usado para fazer bolsas. “A partir da demanda do próprio público, eles deixaram de ornamentar e passaram a ser a atração principal, vestindo mocinhas por aí. De um e um, os pedidos foram crescendo, crescendo até tomar conta de 100% das nossas atividades”, conta.

No Feito pra mim, os vestidos são produzidos sob medida e apresentados às mulheres por meio de um ateliê virtual. A marca tem uma identidade retrô, que dialoga atentamente com a atemporalidade e tendências da moda. “Se encaramos o desafio de trabalhar de uma forma antiga, aquela coisa da fita métrica no pescoço da costureira, tirar as medidas, trabalhar a forma de cada corpo também quisemos incorporar o estilo retrô no nosso DNA”, conta Eliza Guerra, responsável por conceituar as coleções do Feito pra mim. No entanto, Eliza salienta que para a marca, trabalhar linhas e modelos retrôs significa usar a criatividade para descobrir novas formas e recriar o que é antigo. 

O grande diferencial das duas linhas pode ser o carinho e atenção dispensados em cada produção. O fato de comprar uma peça ou produto, que passou por vários processos de produção, cada um deles específico para atender uma necessidade do cliente é um diferencial. “O fazer manual, não apenas ligado ao vestuário, tem ganhado espaço. Vejo com grande valor e entusiasmo a crescente daqueles que dedicam parte do seu tempo à construção de algo. A experiência passa a ser tão importante quanto o produto final, enriquecendo o ato de comprar”, comenta Gama.

Para Eliza Guerra, a receita do sucesso está ligada a maneira como trabalham as peças da marca. O atendimento personalizado e o carinho que empenham em cada vestido também é importante. “Acreditamos que o ‘bom gosto’ é algo ligado à personalidade de alguém, que especifica essa pessoa diferenciando ela dos demais, nesse sentido, todo mundo tem um gosto intransferível e único e assim podemos atender de diversas formas esse público que encaixa em nossa identidade”, comenta.

Até mesmo as peças especiais, para festas, casamentos e formaturas podem ser feitas sob medida com preços bem populares. E a procura por esse tipo de vestido só está aumentando. A Feito pra mim, por exemplo, já desenvolveu uma coleção inteira, a “cocktail dresses”, de vestidos para festa menos formais. “Garantimos um trabalho personalizado e muito especifico, a partir de um estudo minucioso da forma do vestido e da personalidade do cliente”, diz Eliza. O contato inicial com a marca é feito através do site A partir daí, a cliente passa a ser atendida pela equipe. Ela pode encomendar alguma peça da coleção ou outra mais especifica, como um vestido mais elaborado.

Embora tenha maior parte dos pedidos concentrados em BH e Região Metropolitana, o Cabrada Peste entrega em todo o Brasil. O grupo comemora a visita de clientes que vêm a cidade especificamente para conhecer o ateliê. “O contato inicial é feito virtualmente e, após o esclarecimento de dúvidas mais simples, como as formas de pagamento e prazo de entrega, marca-se então uma visita ao local onde a mágica acontece. Nele são sugeridos tecidos, estampas e cortes. Após isso o contato continua através do e-mail e whatsapp, até o dia da prova e entrega do modelo sonhado”, completa Gama.


Comentários