FecharX

Cuidados com os animais durante o inverno

Confira algumas dicas para você proteger o seu pet do frio, mantendo ele saudável, confortável e bem quentinho


Créditos da imagem: Banco de Imagens
Main 182310 shutterstock 176468720
Diminuir os banhos, alimentá-los bem e dar muito carinho são algumas dicas para proteger o seu bichinho
Redação Sou BH
13/07/15 às 15:24

Por Izabelle Fonseca, colaboradora do Sou BH

Durante o inverno, não só os adultos precisam se proteger do frio e do tempo mais seco. A atenção com os animais de estimação deve ser redobrada!

Se engana quem pensa que por terem pêlos e ficarem grudadinhos em seus donos eles estão protegidos nos dias mais gelados. Os donos devem ter alguns cuidados especiais para preservar a saúde de seus pets, principalmente dos mais velhos e filhotes, que estão mais vulneráveis a doenças.

Confira as dicas da veterinária Isabel Barbabela Tavares para você proteger o seu bichinho durante a temporada, mantendo ele bem saudável, confortável e quentinho.

- Banho:
No frio, seu bichinho se suja menos e há menor incidência de pulgas e carrapatos. Recomenda-se diminuir a frequência dos banhos e dar preferência aos horários mais quentes do dia. Evite os dias mais frios e chuvosos, principalmente se o banho for dado em casa. Use água morna e seque bem. Não exponha o animal a ambientes externos logo após o banho, pra evitar o choque térmico.

- Alimentação:
Mantenha uma boa nutrição. Dê uma ração de qualidade e a armazene adequadamente. Os pets "em forma", com o peso ideal, podem aumentar em até 20% a ingestão de alimentos.

- Vacinas:
Mantenha as vacinas de seu pet em dia. Converse com o médico veterinário a respeito das vacinas obrigatórias e sazonais, que podem ajudar a proteger ainda mais o seu bichinho nos dias frios, quando a imunidade deles tende a diminuir.

- Durante a noite:
Arrume um cantinho aconchegante e bem quentinho para os animais dormirem. Para os que dormem fora de casa, a casinha com um paninho é uma ótima opção. Garante a proteção contra o sereno, vento e chuva. Para os que dormem dentro de casa, é legal colocar uma caminha, edredom ou colchãozinho pra isolar a friagem que vem do chão. Os gatinhos adoram caminha do tipo iglu.

Se você quiser fazer mais, pode colocar uma caixa de papelão em lotes vagos ou calçadas para abrigar os animais abandonados nas ruas.

- Evitar a tosa:
Algumas raças são mais resistentes ao frio e adaptadas a baixas temperaturas, como é o caso do Husky, Akita e São Bernardo. Mas eles são a minoria em nosso convívio. Por isso, para as outras raças, recomenda-se manter o pêlo mais comprido, quando isso for possível, ou colocar roupinhas quentes e confortáveis em animais de pêlo curto.

- Cães com problemas osteoarticulares (ossos e articulações):
Nos dias mais frios, os animais com esses problemas sentem mais dor. Manter o corpo aquecido ajuda a amenizar o problema, mas em alguns casos é necessário entrar com alguns medicamentos. Converse com o médico veterinário e veja se o seu bichinho é candidato a fazer uso de condroprotetores e vitaminas preventivas. Pode trazer um conforto muito grande. Hoje em dia também existe a acupuntura como opção para esses casos.

- Pássaros:
Promover banhos de sol, cobrir a gaiola durante a noite, e em locais muito frios, colocar uma lâmpada ou aquecedor.

- Peixes:
Checar a temperatura dos aquários e usar aquecedores.

Roedores:
Colocar uma casinha dentro da gaiola para os bichinhos se abrigarem,
 forrar a gaiola com papel picado e cobri-las durante a noite.

Comentários