FecharX

Servas cadastra voluntários para assistência às vítimas em Brumadinho

Doações estão suspensas, mas é possível colaborar com trabalho voluntário


Créditos da imagem: Divulgação/CBMMG
Main 133450 whatsapp image 2019 01 26 at 15.15.10
Redação Sou BH
28/01 às 15:00
Atualizado em 01/02 às 17:01

O desastre de Brumadinho, na região metropolitana de BH, completa três dias nesta segunda-feira (28) e muitas pessoas querem ajudar as vítimas de alguma forma. Por isso, o Servas, serviço de assistência social do Governo, abriu cadastro de um banco de voluntários para ajudar os atingidos pelo rompimento da barragem.

O projeto está dando prioridade a profissionais das áreas de assistência social, psicologia e enfermagem. O cadastro pode ser feito neste link e o Servas vai entrar em contato com os interessados conforme a necessidade. Os canais oficiais do serviço também estão atualizando todas as informações sobre as ações.

Outras atualizações

Em nota, o Governo do Estado informou que a arrecadação de donativos foi temporariamente interrompida por falta de espaço para o armazenamento, devido ao grande volume de doações.

Os familiares das vítimas devem buscar informações na Estação de Conhecimento, em Brumadinho, localizada ao lado da UPA da cidade. Em Belo Horizonte, no ginásio da Academia da Polícia Civil (avenida Oscar Negrão de Lima, 200, no Nova Gameleira) também está sendo feito atendimento e orientações sobre liberação de corpos.

Já a campanha de doação de sangue iniciada pelo Hemominas está mantida, porém, somente para pessoas do sangue tipo O negativo. De acordo com o órgão, o nível dos estoques subiu consideravelmente e, neste momento, o número de bolsas de sangue e hemocomponentes está dentro da média esperada. Por isso, estão recebendo doadores somente do tipo O negativo, porque esse tipo sanguíneo tem menor oferta e maior demanda. 

De acordo com o diretor técnico-científico da Fundação Hemominas, Fernando Basques, o atendimento será mantido em horário normal em todas as unidades, inclusive no Hemocentro da capital (HBH), local mais procurado pelos doadores. “Temos estoque para atender a todos, inclusive às vítimas oriundas do município de Brumadinho, em decorrência do rompimento da barragem”, afirma.

Inhotim também divulgou, no domingo (27), que permanecerá fechado até a próxima quinta-feira (31). O instituto informou que a decisão foi tomada em solidariedade à comunidade de Brumadinho e a todos os atingidos pelo rompimento da barragem da Mina do Feijão.

Orientações

A Cruz Vermelha Brasileira - Filial Minas Gerais alerta os belo-horizontinos e pessoas de outras localidades para não se dirigirem a Brumadinho, onde o Corpo de Bombeiros e outras equipes estão trabalhando.

O alerta se deve, principalmente, para a segurança do público e agilidade dos trabalhos de resgate. Já que a presença de mais pessoas na cidade, neste momento, pode afetar as ações das equipes de emergência que estão atuando no atendimento humanitário.

Comentários