FecharX

Secretaria da Saúde faz alerta sobre os cuidados com vacinação nas férias

Antes de arrumar as malas e colocar o pé na estrada é preciso ficar atento com a imunização


Créditos da imagem: Gil Leonardi/Imprensa MG
Main 162640 gil 3348
Redação Sou BH
07/01 às 12:28
Atualizado em 01/02 às 17:48

Com a chegada do verão e o período de férias, todo mundo quer aproveitar a temporada de descanso para viajar. Mas é preciso tomar alguns cuidados com a saúde antes de arrumar as malas e colocar o pé na estrada. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) faz um alerta para a população sobre a importância da imunização prévia. 

A diretora de Vigilância Epidemiológica da SES-MG, Janaína Almeida, destaca que, ao planejar um destino, é necessário se informar sobre os riscos que a região visitada oferece e estar com as vacinas em dia. "A imunização é a principal medida de prevenção e controle de uma série de doenças. Por isso, é necessário que as pessoas mantenham o cartão de vacina atualizado”, explica.

Vacinas importantes 

Febre amarela - A vacina contra a febre amarela é indicada para pessoas que que vão para Áreas com Recomendação de Vacinação (ACRV). A imunização deve ser feita com pelo menos 10 dias de antecedência da data da viagem. Todo o estado de Minas Gerais é área de recomendação para a vacina. 

Sarampo - Por se tratar de uma doença grave e com altos casos de transmissão, é importante que os turistas atualizem a situação vacinal contra o sarampo antes de virem para o Brasil. A doença possui alta incidência em países da América do Norte e Europa.

Difteria, tétano e poliomielite - É aconselhável que os turistas estrangeiros que vierem ao Brasil, se previnam contra difteria, tétano e poliomielite, de acordo com as indicações recomendadas no país de origem.

Destinos Internacionais

O viajante deve incluir o cartão de vacinação entre os documentos da viagem. E 
para viagens internacionais, é importante ter também o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), documento que comprova a imunização contra doenças. 

Ao retornar do exterior, é preciso ficar atento a alguns sintomas. Se você tiver febre, manchas avermelhadas pelo corpo, acompanhadas de tosse, coriza ou conjuntivite, até 30 dias depois da chegada, pode ser sarampo. É recomendável que o paciente procure imediatamente um serviço de saúde, informe o itinerário de viagem e evite circular em locais públicos. 

Centros de Orientação à Saúde do Viajante

Os Centros de Orientação à Saúde do Viajante (COV) atendem e orientam o público sobre práticas e cuidados com a saúde, além de fazerem a emissão do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP).

Em Minas Gerais, existem quatro Centros de Orientação, dois deles públicos. O primeiro está localizado no Aeroporto de Confins (telefone: 3689 -2009) e o segundo na Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (telefone: 3246 – 5026).

Com SES-MG

Comentários