FecharX

Exposição vai transformar registros dos visitantes em grafites

A instalação interativa #mostrarouesconder convida o público a pintar em biombos instalados em centros culturais de BH


Créditos da imagem: Rafael Boneco
Main 214144 biombo ccpe rafaelboneco1
Redação Sou BH
29/01 às 10:05
Atualizado em 30/01 às 11:37

Os belo-horizontinos podem virar artistas por um dia. Um museu e três centros culturais da cidade estão recebendo a intervenção #mostrarouesconder, que é uma instalação interativa em que o público é convidado a pintar em biombos instalados nos locais sobre o que deseja mostrar sobre a sua cidade, bairro e vida, assim como o que deseja esconder, instigando a reflexão sobre o espaço público, a vida cotidiana, política e diversas outras questões e anseios.

Os registros estão instalados nos centros culturais Alto Vera Cruz, Padre Eustáquio, Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado e no Museu Histórico Abílio Barreto. Os trabalhos são livres, podendo ser realizados tanto com palavras quanto com desenhos.  Além disso, as pessoas também podem fazer selfies do projeto com a #mostrarouesconder, estendendo o alcance também para a internet.  

Entenda a ação

Michelle Braga, produtora cultural responsável pelo projeto ao lado do grafiteiro Rafael Boneco, explica que o conceito da instalação “surge dos recortes que as pessoas fazem da própria vida ao publicarem, nas redes sociais, imagens daquilo que consideram digno de ser visto. Mas isso também nos leva a pensar sobre o que se esconderia por trás do que se expõe”? Dessa provocação nasceu a ideia da instalação que leva as pessoas a registrarem então não apenas o que desejam mostrar, mas o que desejam ocultar também.

A ação será concluída com grafites que vão mostrar as várias questões registradas em cada um dos biombos. Os artistas convidados são os grafiteiros Adriano Manna, Marcelo Lin, Michel Testa e Rafael Boneco. 

Cada grafiteiro será responsável pela criação de uma obra a partir das reflexões levantadas. Além disso, cada um dos artistas realizará um roda de conversas sobre o universo do grafite e dividirá com o público suas impressões sobre os trabalhos feitos. O acesso a todas as atividades é gratuito.

Confira as datas e horários das atividades em cada um dos equipamentos:

- Centro Cultural Padre Eustáquio (R. Jacutinga, 821 - Padre Eustáquio)
Registro do público: até 31 de janeiro – terça à sexta, das 8h às 17h, e sábado, das 9h às 12h.
Grafite e oficina gratuita: no dia 30 de janeiro, das 9h às 19h, com o artista Rafael Boneco
Palestra e roda de conversa: no dia 30 de janeiro, às 16h, com o artista Rafael Boneco

Inscrições: ccpe.fmc@pbh.gov.br

- Centro Cultural Alto Vera Cruz (Rua Padre Júlio Maria, 1577 - Alto Vera Cruz)
Registro do público: até 2 de fevereiro – segunda à sexta, das 9h às 21h, e sábado, das 10h às 19h
Grafite: no dia 2 de fevereiro, das 9h às 19h, com Michel Testa
Roda de conversa: no dia 2 de fevereiro, às 16h30, com Michel Testa

- Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa Do Nado (Rua Ministro Hermenegildo de Barros, 904 - Itapoã)
Registro do público: até 10 de fevereiro – segunda à sexta, das 9h às 18h
Grafite e roda de conversa com o artista Marcelo Lin: Dia e horário a definir – acompanhe atualizações nas redes sociais do projeto

- Museu Histórico Abílio Barreto (Av. Prudente de Morais, 202 - Cidade Jardim)
Registro do público: até 10 de fevereiro – terça, sexta, sábado e domingo, das 10h às 17h, quarta e quinta, das 10h às 18h30
Grafite e roda de conversa: Adriano Manna: Dia e horário a definir – acompanhe atualizações nas redes sociais do projeto

Tags:
  • grafite
  • centrocultura
  • museu
  • exposição
  • arte
Comentários

Comentários