FecharX

Cruzeiro vence e se isola na liderança do Brasileirão

<p>O time mineiro venceu o Vasco neste domingo (1º), por 5 a 3</p>


Créditos da imagem: Washington Alves/VipComm
Main 72 cruzeiro
Washington Alves/VipComm
Redação Sou BH
12/08/14 às 10:37
Atualizado em 01/02 às 17:46

O torcedor que compareceu ao Mineirão, neste domingo (1º), viu o Cruzeiro vencer o Vasco por 5 a 3, resultado que fez o time mineiro disparar ainda mais na liderança do Campeonato Brasileiro.

O jogo foi, sem dúvida, o mais emocionante da competição. Só no primeiro tempo saíram três gols para cada lado, em uma partida muito aberta e cheia de alternativas. No segundo tempo o Cruzeiro encontrou o equilíbrio e marcou outros dois gols que garantiram os três pontos para o clube.

O Jogo

O Cruzeiro começou a partida com tudo. Antes do primeiro minuto de jogo, Ceará bateu o lateral na área e o atacante Willian se antecipou a zaga para abrir o placar. Gol relâmpago no Mineirão e Cruzeiro 1 a 0.

Aos 8 minutos, Egídio rolou a bola para Everton Ribeiro. O meia cruzou na cabeça de Júlio Baptista que testou com força, porém o goleiro Diogo Silva conseguiu desviar e a bola acabou batendo na trave.

Na sequência do lance, a bola saiu em escanteio. Na cobrança, Bruno Rodrigo subiu sozinho na área, mas cabeceou para fora.

Com 17 minutos, a primeira chance do Vasco. André protegeu bem a bola e tocou para Marlone que chutou para Fábio fazer excelente defesa. No minuto seguinte, Willie recebeu na entrada da área e chutou no ângulo de Fábio: 1 a 1.

Aos 20 minutos, Ceará lançou para Everton Ribeiro, que experimentou de longe, para defesa tranquila do goleiro vascaíno. Dois minutos depois, Wendel chutou de longe e Willie desviou, mas Fábio, atento, defendeu. Aos 31 minutos foi a vez do atacante Willian arriscar, mas Diogo Silva defendeu bem.

De tanto tentar o Cruzeiro chegou ao seu segundo gol. No minuto seguinte, Lucas Silva, também de longe, acertou o canto de Diogo Silva: 2 a 1.

Aos 38 minutos, falta para o time estrelado. Júlio Baptista foi para a bola e, com classe, colocou por cima da barreira para fazer o terceiro gol celeste na partida. Primeiro jogo como titular de La Bestia e primeiro gol dele no Cruzeiro.

O Vasco diminuiu logo depois. Fágner cruzou e André escorou para as redes: 3 a 2.

Com 42 minutos, Willian fez fila na zaga carioca, ficando cara a cara com arqueiro adversário que abafou bem a jogada. Um minuto depois o Vasco empata, após falha de Bruno Rodrigo: 3 a 3.

Segundo tempo

Com sete minutos, Willian foi lançado por Egídio. O camisa 41 invadiu a área, mas na hora de chutar foi travado pela defesa.

Aos 18 minutos, Juninho Pernambucano bateu falta de muito longe a bola passou ao lado da meta. Jogo truncado no Mineirão. Dois minutos depois, Willian entrou sozinho na pequena área e novamente Diogo Silva venceu o duelo com o atacante.

Aos 21 minutos, Lucas Silva encheu o pé de longe e a bomba do volante foi na gaveta. Cruzeiro 4 a 3.

Com 29 minutos, contra-ataque do Vasco com o atacante Willie. O jogador do Vasco lançou Montoya que chutou e Fábio fez a defesa. Dois minutos depois, Edmílson recebeu belo passe de André, mas o atacante isolou.

Aos 41 minutos, Ricardo Goulart recebeu passe de Dagoberto e passou logo em seguida para Vinícius Araújo, que tirou do goleiro para marcar o seu quinto gol no Brasileirão.

Aos 48 minutos, Ricardo Goulart recebeu de Egídio e finalizou, mas Diogo Silva bem posicionado fez a defesa.

CRUZEIRO 5 X 3 VASCO

Motivo: 17ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 01/09/2013 (domingo)

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)

Público: 17.098 pagantes

Renda: R$ 808.607,00

Gols: Willian com 1 minuto, Wiilie aos 18 minutos, Lucas Silva aos 32 minutos, Júlio Baptista aos 38 minutos, André aos 39 minutos e Willie aos 42 minutos do primeiro tempo; Lucas Silva aos 21 minutos e Vinícius Araújo aos 41 minutos do segundo tempo

Cruzeiro

Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva, Henrique, Everton Ribeiro (Dagoberto) e Júlio Baptista (Vinícius Araújo); Willian (Alisson) e Ricardo Goulart

Técnico: Marcelo Oliveira

Vasco

Diogo Silva; Fágner (Edmílson), Cris, Rafael Vaz e Yotún; Abuda, Wendel (Montoya), Juninho Pernambucano e Marlone; Willie (Tenório) e André

Técnico: Dorival Júnior

Cartões Amarelos: Everton Ribeiro, Lucas Silva e Henrique (Cruzeiro); Rafael Vaz, Yotún e Fágner (Vasco)

Cartão Vermelho: Dagoberto (Cruzeiro)

Comentários