FecharX

Compartilhado! Aplicativo de aluguel de bikes e patinetes elétricas chega a BH

Inicialmente o app vai contar com mais de 500 bikes e 250 patinetes


Créditos da imagem: Divulgação/Yellow
Main 203737 img 20190115 wa0050
Redação Sou BH
17/01 às 18:04
Atualizado em 01/02 às 17:01

Os transportes alternativos estão ganhando cada vez mais espaço nas grandes cidades. E, entrando na onda das alternativas sustentáveis, BH ganhou um novo app de compartilhamento de bicicletas e patinetes elétricas. O Yellow vai contar com 500 bikes e 250 patinetes em dez bairros da capital.

O projeto, que começou a funcionar esta semana, chegou primeiro nos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia, Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Carmo, Cruzeiro, Anchieta e Sion. A expectativa da empresa é ir expandindo aos poucos a área de cobertura.

As bikes vão sair por R$ 1 a cada 10 minutos e R$ 3 o desbloqueio mais R$ 0,50 a cada minuto de uso da patinete.

Como funciona?

Se você se interessou pelas bikes, confira algumas dicas de uso. As bicicletas estarão disponíveis, num primeiro momento, somente em pontos parceiros e poderão ser usadas de segunda a segunda, 24h por dia, e estacionadas em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade. As magrelas podem ser deixadas em bicicletários e vagas comuns de veículos, perpendicularmente ao sentido da via.

Já se você está afim de conhecer as patinetes, elas estarão disponíveis todos os dias da semana das 8 às 20h. “Começamos com mais de 30 pontos parceiros para bikes e patinetes e outros estão em cadastramento. A Yellow disponibiliza todas as manhãs as patinetes nesses locais. Já o usuário pode encerrar a corrida num desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres”, explica um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht.

No final do dia, a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza, novamente, nos pontos privados. Para isso, a empresa conta com ‘guardiões’, que ficam encarregados de garantir a manutenção dos itens.

Você pode baixar o aplicativo no site da Yellow. Lá você também encontra o passo a passo para o cadastro, além das regras de uso e as formas de pagamento, que podem ser feitas com cartão de crédito e dinheiro. Os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em bancas de jornal, lojas, lanchonetes e outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade que vão receber o valor em espécie e transferir na hora o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

“Temos acompanhado com atenção e contribuído com as ações da BHTrans no chamamento público para operação de bicicletas compartilhadas e, tão logo o modelo sem estação seja contemplado, procederemos com as adequações legalmente exigíveis”, completa Lambrecht.

Um crescimento sustentável por vez 

A Yellow é a primeira empresa de compartilhamento de bicicletas sem estações do Brasil, iniciando suas operações em São Paulo em agosto do ano passado. Com menos de um ano, a empresa já soma um milhão de corridas.

Criada por Eduardo Musa, CEO e cofundador, Ariel Lambrecht, cofundador e responsável por produto, e Renato Freitas, cofundador e responsável por tecnologia, a empresa já atua em seis cidades do país. A previsão é de expandir ainda mais pelo Brasil e conquistar a América Latina, chegando a Buenos Aires, na Argentina, Bogotá, na Colômbia, Santiago, no Chile, Cidade do México, no México e Montevidéu, no Uruguai.

Comentários