FecharX

Tour por BH! Conheça cinco locais diferentes para fugir do convencional

No Dia Mundial do Turismo, o Sou BH apresenta formas diferentes para curtir a capital


Créditos da imagem: Ivan Araújo
Main a central
Amanda Santos *
27/09 às 08:00
Atualizado em 27/09 às 14:17

Que BH é a capital dos bares e a terra do pão de queijo todo mundo já sabe. A cidade, que cá entre nós, é um amorzinho de lugar, também é rica em diversidade cultural para todos os públicos e classes. Mais do que sotaque e gírias, temos uma vasta gastronomia, várias belezas naturais e históricas e, claro, lugares imperdíveis.

Quem chega por aqui, sabe que é impossível deixar de fora do roteiro a Lagoa da Pampulha e todo seu complexo arquitetônico, a Praça da Liberdade, o Mercado Central, o Mineirão e por aí vai. Porém, há muitos outros ambientes que merecem destaque no nosso dia a dia.

E já que hoje, 27 de setembro, é o Dia Mundial do Turismo, que tal conhecer lugares diferentes e descobrir novas culturas por aqui? Dá só uma olhada:

1. A Central
Endereço: Praça Rui Barbosa, 104 - Centro

Cafeteria, restaurante e espaço para eventos: isso é A Central. O ambiente, instalado no Prédio 104, edifício centenário que integra o Conjunto Arquitetônico e Urbanístico da Praça da Estação, é um espaço pulsante no coração do hipercentro de BH. O lugar funciona de segunda a sexta-feira em horário comercial (das 9h às 19h) como cafeteria e, nesses mesmos dias, serve o almoço das 12h às 15h. Já no cair da noite, se transforma e pode se tornar uma balada, bar dançante, restaurante ou até mesmo palco de teatro. O espaço traz um design moderno, guardanapos com poesias e um letreiro com a frase O Tempo Leva Tempo.  

2.
Ateliê Wäls
Endereço: Rua Gabriela de Melo, 566 – Olhos D’Água

Crédito: Daniel Mansur

Quem ama cerveja precisa conhecer o Ateliê Wäls. O espaço, localizado em meio às montanhas, é o maior e mais completo barrel room da América Latina, dedicado ao envelhecimento de cervejas. O local é um centro de inovação cervejeira e apresenta um design sofisticado e moderno, alinhado à alta tecnologia. São quase dois mil metros quadrados com loja, restaurante, adega, escritório, área externa e 21 torneiras de chope, sendo 10 delas opções de cervejas exclusivas produzidas no próprio Ateliê e outras já existentes da marca.

3. Livraria da Rua
Endereço: R. Antônio de Albuquerque, 913 - Funcionários

O cantinho fica na Savassi e funciona dentro de um novo conceito, que une galeria de arte, espaço de convivência e realização de eventos. Quem passar por lá, vai encontrar uma variedade de livros ao alcance das mãos e um ambiente diferente e artístico. Os visitantes podem sentar-se ali mesmo, em uma das estações feitas para leitura, tomar um café ou até mesmo apreciar alguma obra de arte ou lançamentos de livros, já que o local busca se tornar uma referência cultural em BH.

4. Mercado da Boca
Endereço: Av. Toronto, 156 - Jardim Canada


Crédito: BS Fotografia

O Mercado da Boca não está dentro de BH, mas fica aqui do lado. O estabelecimento é um dos primeiros food halls do Brasil e abriga diferentes segmentos de alimentação, bebidas e lazer. O galpão, inspirado em projetos internacionais como o tradicional Mercado da Ribeira, em Lisboa, conta com cerca de quatro mil metros quadrados, com empório, lojinha de souvenirs, espaço kids, um salão para cursos e outro destinado a eventos particulares. É um espaço moderno e ideal para explorar novos aromas e sabores, seja com os amigos, com a família, para reuniões de negócios ou sozinho.

5. Parque Amílcar Vianna Martins
Endereço: R. Cobre, 114 - Cruzeiro

Localizado bem atrás do Mercado do Cruzeiro, o espaço fica escondido entre muitas árvores e guarda um dos espaços mais bonitos de observação da cidade. A área, de 18 mil metros quadrados, conta com brinquedos para crianças, diversidade de plantas e árvores frutíferas e um deck de 210 metros quadrados, que oferece uma vista para os bairros Anchieta, Carmo, Sion, São Pedro e Funcionários. O parque funciona de terça a domingo, das 7h às 18h.

* sob supervisão da jornalista Bárbara Batista

Comentários