FecharX

PBH se prepara para retirada de gatos do Parque Municipal

Chamamento público para ONGs e clínicas ainda será publicado no Diário Oficial do Município


Créditos da imagem: Breno Pataro/PBH
Main 211816 5985131039 1600fcf8fe o
Redação Sou BH
14/05/18 às 18:26
Atualizado em 01/02 às 17:33

Uma parceria entre as secretarias de Meio Ambiente e Saúde e a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica vai traçar novos rumos para os gatos que vivem no Parque Municipal Américo Renné Giannetti. Os felinos serão retirados das dependências do parque depois de constatados desequilíbrios e transtornos para a vida silvestre local causados pelo abandono dos animais na área.

De acordo com a assessoria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o projeto ainda não tem uma data exata para ser finalizado. "Agora, [o projeto] está na fase em que será publicado no Diário Oficial um chamamento público para as ONG’s que serão coadjuvantes nesse processo junto com a prefeitura. A execução de todo o projeto deve durar um ano", afirmou a secretaria em nota ao SouBH.

A SMMA e a Zoonoses serão responsáveis pela retirada dos gatos do Parque, que será a primeira de três partes da execução, seguida de Educação Ambiental e área de punição pela Lei do Abandono. A ONG e a clínica convocadas pelo chamamento público serão responsáveis pela retirada dos gatos, castração, vermifugação, e encaminhamento para a adoção. O gato ficará 60 dias disponível para adoção e, não sendo adotado, ele volta ao Parque Municipal (devidamente castrado, vermifugado e microchipado para controle parasitológico).

"O objetivo é buscar um equilíbrio do ecossistema local e promover ações educacionais e de esclarecimento sobre as consequências de se abandonar animais domésticos no parque. Para isso, alguns bichos poderão passar por castração, vacinação, vermifugação e minimização de estresse. Já os usuários do local deverão ser conscientizados, do ponto de vista legal e ambiental, sobre guarda e posse responsável de animais." explicou a SMMA.

Comentários