FecharX

Rua Alberto Cintra é novo point de BH

Região Nordeste da capital tem sua boemia


Créditos da imagem: Banco de Imagem
Main rua alberto cintra %c3%a9 novo point de bh 20140818225910
Bares da rua Alberto Cintra fazem sucesso.
Redação Sou BH
27/11/14 às 09:30
Atualizado em 01/02 às 17:58

Por Camila de Ávila, jornalista do Sou BH

Surgiu em Belo Horizonte um novo local de encontro, descontração e happy hour. A rua Alberto Cintra no bairro União, região Nordeste da capital, oferece bares com variados cardápios de bebidas, comida, um novo ambiente e muita gente bonita.

Especula-se que a movimentação nos bares da rua Alberto Cintra cresceu devido à blitz realizadas pela Lei Seca. A maior parte dos frequentadores são moradores do bairro Cidade Nova, União e Palmares. O administrador Marcelo Sena, de 30 anos, afirma que a comodidade da proximidade do local da sua casa é um facilitador. “Vou pra lá a pé. Não tenho preocupação em dirigir e nem pegar táxi”, afirma Sena que apelidou o local, junto com os amigos, de Complexo. 

O músico Roberto Sobreira, de 36 anos, que toca no bar Iscas, também diz que a proximidade de casa é um fator que contribui para o sucesso do local. “A região era carente de bares mais legais e requintados. Agora, com a Lei Seca, a presença de bares na região facilita a locomoção”, conta. A maior parte dos frequentadores da rua Alberto Cintra mora nos bairros próximos.

A segurança também é um fator determinante para a presença de milhares de pessoas na rua. A especialista em vendas Christiane Pettersen, de 36 anos, diz que o local passa a sensação de segurança. “O ambiente é aberto, as mesas ficam na rua e tem polícia rodando por lá até a hora em que os bares fecham, por volta da meia noite,” diz. Segundo Roberto, o fato de não passar da zero hora faz com que não tenha problemas com brigas e pessoas que abusam da bebida. “O pessoal lá não abusa do horário. É um point do pessoal mais jovem, mas é muito família também, por isso nunca vi lá briga nem confusão”, constata. 

Segundo Marcelo Sena, os dias em que há transmissão de jogo e, nas sextas-feiras, o local fica mais cheio. Outra característica da rua Alberto Cintra é a de se transformar, em alguns fins de semana, em rua de lazer. A primeira parte da via, antes da esquina com a rua Flor de Guambé, é fechada para trânsito de automóveis e fica aberta para crianças andarem de bicicleta, jogar bola e brincar.

Valores

Segundo Roberto Sobreira, os valores das bebidas e alimentos na rua Alberto Cintra conseguem agradar a todos os bolsos. “Aqui são oferecidas porções com preços que vão de R$30,00 a R$ 50,00”, conta.  Marcelo Sena diz que há os bares mais caros, mas o preço é normal. “Não há nenhum bar que abusa na hora de cobrar a conta”, explica. Christiane concorda com os rapazes. “Dá para ir a todos os estabelecimentos. Os bares mais caros deixamos para ir no início do mês”, brinca. 

Paquera

Segundo Marcelo Sena, a paquera rola com facilidade nos bares da rua Alberto Sena. “Acho que é melhor que em casa noturna porque as pessoas ficam circulando entre os bares facilitando a interação”, explica. Christiane conta que a paquera lá rola solta, mas de uma forma mais discreta. "As pessoas se conhecem e ficam numa paquera mais contida, não tem exageros, nem constrangimentos”, constata.

Confira os bares da Rua Alberto Cintra:

Hipper Frios

Bar do Magal
Pier 76
Família Paulista
Iscas
Surubim no Espeto
Reduto da Cerveja
Espetáculo Espeteria

Comentários