FecharX

‘Refrigerante natural’ conquista o paladar belo-horizontino

Conheça os benefícios da kombucha e aprenda a fazer sua própria bebida em casa


Créditos da imagem: Amanda Santos/Renato Leal Fotografias
Main 192132 montagem kombucha
Redação Sou BH
13/12/18 às 13:04
Atualizado em 01/02 às 17:33

Por Izabela Ventura

Regular o intestino, melhorar a pele e aumentar o bem-estar são benefícios da kombucha, bebida milenar no Oriente, que está cada vez mais popular no Ocidente. Em BH, já é fácil encontrar esse ‘refrigerante natural’ nos supermercados e estabelecimentos especializados em alimentos funcionais e naturais.

O Vegan´s 2 Go, por exemplo, tem duas marcas da bebida no cardápio, a Kombucha Om; e a Inspire Kombucha, feita artesanalmente por Emannuelle Vitoriano e Luisa Amorim. Juntas, a cada dez dias, elas produzem 1.400 garrafas, distribuídas em 50 pontos de venda em Minas Gerais.

Emannuelle sofria de enxaquecas e sérios problemas intestinais devido a um tumor na hipófise. Ela chegava a ir ao banheiro apenas duas vezes por mês. Até que, numa viagem a uma comunidade holística, foi apresentada à kombucha por um chileno. O argumento foi que o alimento probiótico tem ‘bactérias boas’, que ajudam a recuperar a flora intestinal. O resultado: em cinco dias o intestino passou a funcionar como deveria, as enxaquecas passaram e ela voltou desinchada.

Com as mudanças repentinas, familiares e amigos pediram a receita do produto que ela tinha acabado de aprender a fazer e a demanda foi crescendo. “Minha família até achou que tivéssemos ido a um spa. Depois, vieram os convites de participações em feiras, e a formulação de cursos para ensinar outras pessoas a prepararem a bebida”, conta.

Mais pontos positivos

Além de regularizar o intestino, Emannuelle cita como benefícios da kombucha a presença de ácido glucorônico, que atua na retirada de gordura do fígado. “Ela também ajuda a produzir serotonina, hormônio na saciedade, do prazer. Outra vantagem é que substitui o refrigerante, sendo mais natural e sem substâncias como acidulantes e conservantes.

A dona da Vegan´s 2 Go, Camila Marques, literalmente sente na pele as benesses da bebida. Ela a ingere todos os dias, e conta que a melhora no funcionamento do intestino a deixou com a pele mais bonita. “De seis meses pra cá a demanda pela kombucha tem aumentado. Creio que seja pela crescente preocupação das pessoas com a saúde e alimentação mais natural” afirma. O restaurante tem uma iniciativa bem interessante: dá 10% de desconto pra quem utiliza talheres ou canudos sustentáveis, ou for filiado à Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB).

Confira uma receita da Inspire Kombucha pra fazer a sua própria bebida em casa:

Ingredientes:

60 gramas de açúcar (de preferência demerara) para seis gramas de chá (carmelia simenses – chás preto, branco e verde) por litro de água. 

Isca para kombucha (scoby). Você pode conseguir uma doação de isca com algum conhecido, ou por uma lista de doadores, neste link.

Modo de preparo:

Dilua o açúcar na água e ferva com o chá. Coe e deixe esfriar. Coloque num recipiente de vidro onde já estará a colônia de bactérias e um pouco do líquido que vem com a isca. Misture, e tampe o vidro com um tecido e um elástico para proteger. Aguarde o processo de fermentação, que leva de cinco a dez dias, dependendo do clima (quando está frio demora mais). Ele estará bom quando o sabor não estiver tão doce e começa a ficar mais ácido. Colha a kombucha, mas reserve 10% do líquido para fazer uma nova fermentação. Por fim, você pode deixá-la pura ou misturar com a fruta ou suco da sua preferência: maçã, uva...

Comentários