FecharX

Da China à Síria! Conheça restaurantes de imigrantes em BH

Casas comandadas por chefs de várias partes do mundo fazem sucesso na capital e trazem riqueza e diversidade gastronômica para a cidade


Créditos da imagem: Victor Schwaner
Main cortada bacalhau
Clara Mariz *
14/01/19 às 12:16
Atualizado em 09/01 às 14:07

Viver a gastronomia do lugar é uma das formas mais indicadas para um turista mergulhar de corpo inteiro na cultura do país que visita. Mas não é preciso viajar para passar por essa experiência. Em BH, há bares, restaurantes e lanchonetes de imigrantes que oferecem a legítima culinária dos locais de origem. Nada de sushi com chips, esfirra com catupiry, yakisoba com cheddar ou outras adaptações “brazucas”.

Lá da China

Chen Chang Kee Noodle House

Rua Curitiba, 130, 3º andar, Galeria BH - Centro

Com um menu com yakisobas, lamens e guiozas, a casa tem imagens que indicam o que são os pratos. Um dos itens mais procurados é a costelinha desossada no molho agridoce.


Crédito: Divulgação / JRF

Grande Muralha

Avenida Oiapoque, 156, Shopping Popular Oiapoque - Centro

O cardápio vem em português. A casa é especializada em yakisobas, mas abre exceção para um prato típico da China, o nian gao, que é conhecido aqui no Ocidente como o bolo de ano novo chinês.

Emily

Rua Curitiba, 22F - Centro

O Emily é uma mistura de restaurante e mercearia. A casa funciona com buffet self-service e menu à la carte. Na loja, o cliente encontra produtos orientais enlatados e vários tipos de macarrão importados da China.

Yuan Lai Restaurante Vegetariano e Vegano

Rua Vila rica, 648 A - Padre Eustáquio

Os vegetarianos e veganos também têm a opção de experimentar uma comida feita por nativos. O Yuan Lai oferece comida típica de Taiwan, além de opções chinesas e japonesa, como sushis, rolinho primavera e berinjela agridoce. A casa é self-service mas também recebe encomendas para festas.


Crédito: Divulgação /  Yuan Lai Restaurante Vegetariano Vegano

Das arábias

Arábica Lanchonete

Avenida Brasil, 783 – Santa Efigênia

A dois anos o Arábica faz sucesso vendendo lanches rápidos e pratos executivos. Os clientes podem degustar um sanduíche de kafta, um charuto ou mesmo um prato feito com arroz de lentilhas e duas pastas tradicionais. O restaurante também faz entregas pelo IFood e UberEats.

Namastê!

Rua Conselheiro Lafaiete, 771 – Sagrada Família

Avenida Francisco Sá, 355 - Prado

A culinária indiana cumpridas à risca no Namastê proporciona aos clientes a experiência de provar a comida da Índia tradicional. Os pratos, que seguem as receitas originais, como o cordeiro com masala, fazem sucesso.

Sítio Sírio

Rua Paraíba, 1378 – Funcionários

Aberto pelos refugiados sírios Juny Eshak e Elyan Sokkay, o local tem chamado a atenção pelas delícias clássicas e saborosas. No cardápio, além do shawarma há ainda diferentes opções de sanduíches árabes no pão sírio. As esfias e o quibe também marcam presença.

Português de Portugal

Caravela

Avenida Prudente de Morais, 202 – Cidade Jardim

Dedicado à autêntica cozinha portuguesa, ele garante que ‘invencionices’ não tenham espaço por lá. Entre as especialidades da casa estão as Cataplanas, panelas típicas portuguesas feitas de cobre, em que são preparadas receitas como polvo, camarão, bacalhau e bochechas de porco.


Créditos: Victor Schwaner

Cucina italiana

La Vera

Rua Pium-I, 784 - Cruzeiro

Para as pessoas que gostam de uma pizza e sempre quiseram experimentar a verdadeira receita italiana, o La Vera é uma ótima opção. Os produtos têm 31 sabores diferentes, como: panchetta, funghi, parma, burrata e margherita. A maioria dos produtos usados nas comidas do restaurante foram importados da Itália.


Crédito: Paulo Cunha / Outra Visão

Alessa Gelato & Caffè

Rua São Paulo, 2112 - Lourdes

Para os apreciadores de um bom gelatto, a casa oferece sorvetes fabricados de acordo com a tradição italiana. A Alessa conta com cerca de 300 receitas no seu catálogo de opções. A oferta diária é naturalmente limitada: cerca de 50 sabores são servidos dia a dia.

* sob supervisão da jornalista Bárbara Batista

Tags:
  • belo horizonte
  • imigrantes
  • restaurantes
Comentários

Comentários