FecharX

Pesquisa aponta que 76% dos brasileiros não planejam gastos com transporte

Enquanto 43 % dos entrevistados ainda usam carros próprios, 18% já recorrem aos aplicativos


Créditos da imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil
Main carros rovena rosa ag%c3%aancia brasil
Redação Sou BH
04/06 às 10:07
Atualizado em 04/06 às 10:08

Especial publicitário - Este material é patrocinado* 

Uma pesquisa inédita no Brasil sobre comportamento e percepção do brasileiro em relação à mobilidade urbana revelou que três a cada quatro brasileiros (76%) não fazem um planejamento financeiro dos custos com transporte. O levantamento intitulado Como o Brasileiro Entende o Transporte Urbano foi feito pelo aplicativo de transporte 99, em parceria com o Instituo de Pesquisa Ipsos. 

A pesquisa mostra que a variação entre percepção e realidade sobre gastos com transporte é tanta que a diferença chega a quase seis vezes entre donos de carros. O gasto médio das despesas declaradas pelos entrevistados foi de R$ 211, entre todas as classes sociais, mas os valores variam muito em cada classe: R$ 446 (Classe A), R$ 302 (Classe B), R$ 181 (Classe C) e R$ 158 (Classe D/E). Entre donos de carro, o gasto real pode chegar até R$ 2.090,58, quando declarados os valores abertamente (combustível, IPVA, manutenção e etc.). 

A pesquisa ouviu 1.500 pessoas com idade a partir de 18 anos entre os dias 29 de abril e 8 de maio deste ano, em todas as regiões do país. 

Outro ponto levantado pelo estudo é que os entrevistados usam em média três modalidades de transporte por semana. Entre as principais, 70% andam a pé, 46% usam ônibus e 43% o carro particular. Por outro lado, os aplicativos de transporte já estão inseridos na rotina do brasileiro: 18% afirmam ter utilizado carros de aplicativos na semana anterior à entrevista. 

Mais barato 

Para acompanhar a demanda dos usuários de aplicativo, a 99 está oferecendo viagens com tarifas mais baratas para os passageiros. 

Nesta semana, as corridas com origem e destino na avenida do Contorno, região Centro-Sul de Belo Horizonte, estão com o preço máximo de R$ 6,99 e além de tarifas diferenciadas, também, para os bairros fora da região central. 

“O nosso objetivo é promover uma descentralização do serviço e permitir que a população possa incluir a 99 em seu plano de deslocamento pelas cidades, aproveitando o que ela tem de melhor. A economia por trecho pode superar a marca de 20%.”  Afirma Gustavo Mota, gerente de operação da 99 em Minas Gerais. 

A oferta é válida para corridas de até R$ 16,99, na categoria POP, pagas com cartão de crédito ou Pay Pal, cadastrados no App, com início e fim dentro dos limites da avenida do Contorno, até o dia 7/6. 

*O conteúdo é de responsabilidade do anunciante 

Comentários