FecharX

Originalidade é a marca de uma pequena indústria mineira de molhos

A Chefn’Boss cria produtos com temperos do mundo inteiro, sem esquecer ingredientes que enaltecem a culinária de Minas


Créditos da imagem: Agência i7
Main 201912 chef ag%c3%aancia i7
Redação Sou BH
21/11/18 às 11:52
Atualizado em 11/02/19 às 16:53

Especial publicitário - Este material é patrocinado*

A Chefn´Boss, empresa mineira produtora de molhos e temperos, usa condimentos de várias partes do mundo. Tem a salsa argentina, o chutney indiano, a pimenta vermelha temperada ao estilo tailandês, o molho picante baseado nas buffalo wings americanas (asas de frango apimentadas, acompanhadas de blue cheese) e outros.

Agora, duas novidades realçam a mineiridade da marca. São os molhos à base de goiabada caipira e de café arábica artesanal. Os dois juntam-se ao barbecue mineiro (com pimenta biquinho e cachaça curtida em barril de carvalho, lançado em 2015) para formar o tripé de molhos genuinamente mineiros. “Fazemos molhos do mundo inteiro, mas estamos resgatando a nossa origem com uma linha só de produtos da terrinha”, conta uma das sócias, Carol Boss.

A empresa foi criada em 2014, a partir de um desejo pessoal de Carol por alimentos que fossem mais ‘molhados’ e com mais sabor. “Não se achava nas gôndolas um molho de verdade, com sabor do ´feito em casa´ e se a gente quisesse algo diferente, tinha que preparar”, lembra.

Em 2014, ela conheceu o chef Kiki Ferrari e o convenceu a criar receitas de molhos caseiros. Para transformar a ideia em negócio, chamaram outra amiga, que já era empreendedora, Adriana Horst, que assumiu a parte administrativa. Nascia a Chefn’Boss. “Procuramos o Sebrae bem no início da empresa, já em busca de soluções para embalagem, layout e rótulos. E nunca deixamos de procurá-lo ao longo dos anos”, revela Carol.

De lá pra cá, a Chefn’Boss experimentou um salto, não apenas de qualidade, mas também econômico. Passou de uma produção de 490 unidades para as atuais 12 mil, com previsão de chegar a 16 mil até o final do ano. O molho barbecue virou um sucesso mundial e, claro, caiu no gosto do brasileiro também. “Nenhum outro molho traz a brasilidade e mineiridade dessa nossa linha”, diz Carol. Os molhos criados por Ferrari unem os melhores insumos da clássica culinária mineira.

Até as embalagens são inovadoras: garrafinhas de 160 ml, de vidro, como as de uísque. Outra novidade são as embalagens de plástico reciclável, de 240 ml, com o mesmo design.

E o futuro é ‘saboroso’, acreditam os três sócios e os empregados da fábrica, situada em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. “A vida está cheia de oportunidades e buscamos sempre nos desenvolver para alcançá-las, mas sabemos que a trajetória para crescer não é fácil. Felizmente, temos uma parceria muito forte com o Sebrae e seu projeto Origem Minas, que possibilitou o nosso crescimento por meio de feiras, consultorias, palestras e outras atividades. Isso é essencial para uma pequena indústria como a nossa”, conclui Carol Boss.

*O conteúdo é de responsabilidade do anunciante

Comentários