FecharX

Expectativa do comércio é positiva para o carnaval; 72% das lojas vão abrir todos os dias de folia

Segundo pesquisa, Minas Gerais deverá movimentar R$ 615,5 milhões durante a festa de rua


Créditos da imagem: Acervo Belotur/Caca Lanari
Main carnaval2018 havayanas usadas caca lanari
Redação Sou BH
20/02 às 18:24
Atualizado em 25/02 às 21:41

O carnaval de BH só cresce e a expectativa, segundo a prefeitura, é que circulem 4,6 milhões de foliões nos mais de 23 dias de programação – de 16 de fevereiro a 10 de março. O fortalecimento da data é motivo de otimismo em várias áreas, cerca de 63% dos empresários belo-horizontinos esperam um crescimento no volume de vendas superior ao do ano passado. É o que mostra a pesquisa Expectativas para o Carnaval 2019, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio).

O economista da Federação, Guilherme Almeida, acredita que o cenário atual está favorável ao turismo interno na comparação com a folia passada. E a maior parte das empresas ouvidas (80,7%) também espera que o carnaval de rua na cidade seja positivo para o setor de comércio, serviços e turismo da cidade.

A atração de mais turistas (56,3%), o crescimento do movimento (27,7%) e a maior divulgação da festa (12,7%) foram os principais motivos destacados para o otimismo em relação ao período.

Levando isso em conta, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), estima que Minas Gerais movimente R$ 615,5 milhões com a folia, ficando atrás apenas dos estados do Rio de Janeiro (R$ 2,1 bilhões) e São Paulo (R$ 1,9 bilhão). Os segmentos de alimentação fora do domicílio, como bares e restaurantes, transporte rodoviário e os serviços de alojamento em hotéis e pousadas responderão por mais de 84% da receita gerada com o maior feriado do calendário nacional.

As expectativas

Para o carnaval deste ano, 54,4% das empresas avaliadas estarão em funcionamento. Entre esses empreendimentos, 72% abrirão todos os dias. O comércio espera maior movimento no período que antecede o feriado (75,2%). Ainda assim é aguardado um fluxo acima da média durante o pré-carnaval, no feriado em si e na passagem dos blocos. 

Além disso, mais de 65% farão algum tipo de investimento para a data, 45,9% aumentarão o estoque disponível e 34,8% treinarão funcionários para atender melhor os foliões.

Já em relação às condições para o funcionamento, 19,3%. dos empresários de estabelecimentos que abriram durante o período do ano passado acreditam que a limpeza urbana foi ruim. Enquanto isso, 65,5% consideraram boa a segurança oferecida para abrir sua loja. Confira a pesquisa completa no site da Fecomércio.

Funcionamento do comércio

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), as lojas poderão funcionar somente no sábado (2) e domingo (3), retornando às suas atividades normais na quarta-feira de cinzas, após às 12h. De acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de, na segunda-feira de carnaval, o comércio não poderá funcionar.

O funcionamento de lojas em shopping centers é definido por suas administrações, desde que não contrariem o que estiver previsto em lei ou Convenção Coletiva firmada entre sindicatos.

Essas regras são aplicáveis às empresas e aos empregados vinculados ao Sindicato Lojistas do Comércio de Belo Horizonte e ao Sindicato dos Empregados no Comércio de Belo Horizonte e Região Metropolitana (SECBHRM).

Acompanhe a cobertura do carnaval de Belo Horizonte no Sou BH com patrocínio do banco BS2 e apoio da Claro.

Tags:
  • cdl
  • fecomércio
  • lucro
  • comércio
  • economia
  • carnaval de bh
  • soubhnocarnaval
Comentários

Comentários