FecharX

Empresários podem regularizar a situação com bancos neste mês

O Sebrae Minas promove ações para orientações de planejamento financeiro e renegociação de dívidas


Créditos da imagem: Andrei_R/Shutterstock.com
Main 121501 semana do cr%c3%a9dito andrei rshutterstock.com
Redação Sou BH
12/11/18 às 10:15
Atualizado em 11/02/19 às 16:55

Por Izabela Ventura

Acesso a crédito e negociação de dívidas são assuntos que interessam a qualquer empresário. E são as pautas da Semana Nacional do Crédito para Pequenos Negócios, que acontece durante todo o mês de novembro. Neste período, empreendedores podem regularizar sua situação junto a bancos, contratar novos financiamentos, ter acesso a tarifas de serviços mais baratas e parcelar débitos no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

A iniciativa vai além da prestação de serviço propriamente dita, com um trabalho de conscientização sobre a importância do planejamento financeiro. Dessa forma, é possível ter uma relação equilibrada com o dinheiro e tomar decisões acertadas sobre finanças e gestão, evitando a inadimplência.

A ação é especialmente oportuna no fim do ano, época em que os empresários procuram financiamentos para aquisição de mercadorias para o Natal, ou para honrar o pagamento do 13º salário.

Segundo o analista do Sebrae Minas José Márcio Martins, o crédito é um dos itens mais importantes para o sucesso dos negócios. “É necessário definir precisamente onde o valor será investido, e seguir o plano. Não use o dinheiro que seria para aquisição de máquinas e equipamentos para capital de giro”, observa. Também é imprescindível conseguir uma linha de crédito adequada, com juros que consiga pagar, em determinado prazo.

No entanto, deve-se planejar com bastante antecedência. “O empresário precisa prever que vai ter dificuldades de pagar o 13º dos funcionários desde o início do ano, para conseguir juros menores.”

Antes de pleitear o crédito com o banco, a dica é verificar se os controles financeiros estão adequados. O sistema financeiro tem regras como a exigência de um cadastro limpo, sem restrições. Também consideram e analisam a capacidade de pagar o empréstimo, o que é mostrado com o fluxo de caixa e Demonstrativo de Resultados (DRE). Outro item a levar em conta são as garantias atreladas, como máquinas, veículos e lotes.

Para quem já está com dificuldades de quitar as dívidas, Martins sugere, como primeiro passo, colocar em ordem as finanças da empresa, levantando todas as informações necessárias. Em seguida, identificar as que consomem a maior parte dos recursos, ou seja, têm juros mais elevados. Depois, procurar a instituição financeira com a qual já tem relacionamento e renegociar. “Mas não fique só nela. Pesquise outras opções para abrir uma negociação e comparar cada uma”, orienta o analista do Sebrae.

Ações locais

Em Minas Gerais, as ações do Sebrae serão realizadas em BH, Carmo do Paranaíba, Conceição das Alagoas, Itajubá, Ituiutaba, Lavras, Patos de Minas, Patrocínio, Pouso Alegre, Santa Rosa da Serra, Santo Antônio do Monte, Tiros, Uberaba, Uberlândia e Varginha.

Na capital, as atividades ocorrem no dia 28. Haverá palestra sobre cenário econômico e perspectivas de mercado com Felipe Brandão, gerente da Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae Minas. As instituições financeiras farão breves apresentações e, em seguida, abrem espaço para os empresários renegociarem dívidas ou tirarem dúvidas.

Programação

9h às 10h - palestra Cenário Econômico e Perspectivas para o Mercado

10h às 10h40 - BDMG, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Santander e Sicoob

10h40h às 12h – atendimento dos Bancos

Local: Sebrae (avenida Barão Homem de Melo, 329, Nova Granada)

Clique aqui para se inscrever 

Comentários