FecharX

Artistas mineiros recriam canção de Lenine em novo single

Produção foi fruto de um estudo dos músicos Isabella Bretz e Rodrigo Lana sobre o universo digital da música



Créditos da imagem: Jackson Abacatu
Main destaque por jackson abacatu
Redação
22/05 às 15:00
Atualizado em 22/05 às 15:00

Os artistas mineiros Isabella Bretz e Rodrigo Lana, parceiros nos projetos Audio For Singers e Canções Para Abreviar Distâncias, lançaram o single “De onde vem a canção”, que traz uma nova interpretação para a composição de Lenine, além de um vídeo assinado por Isabella. Ela é cantora, compositora e produtora cultural; ele, pianista e produtor musical.

 

Os cantores têm forte ligação com a música de Lenine, que traz questionamentos sobre as ondas sonoras e o nascimento e propagação da música. A composição fala sobre duas coisas diferentes que muitas vezes se entrelaçam como uma só; e que são dois dos principais elos entre a cantora e o pianista: a música e o áudio. 

 

A gravação do single aconteceu no fim de 2019 e a proposta da dupla foi desenvolver um arranjo completamente digital, com exceção da voz. Cada um dos vários timbres presentes foi construído ou ajustado por Rodrigo para fazer parte desse quebra-cabeça. A mixagem foi feita para que o ouvinte tivesse a sensação de entrar num universo de sons, mágico, como se pudesse perseguir essas ondas até tocá-las. Isabella trouxe ideias para a forma da música e vozes que pudessem conduzir para o destino que planejaram. O resultado foi uma canção que, sem perder a sua doce simplicidade, pode tirar as pessoas um pouco da realidade, mesmo que por um breve momento. 

 

O videoclipe é uma viagem no tempo. Apresenta o surgimento de tecnologias que foram precursoras do que é utilizado hoje para ouvir e compartilhar música, assim como aspectos do ofício do músico. Confira abaixo!



Tags:
  • sou bh
  • música
  • artistas mineiros
  • Isabella Bretz
  • Rodrigo Lana
  • De onde vem a canção
Comentários

Comentários