FecharX

A delicadeza sonora do Pequeno Céu

A banda lança seu segundo álbum, “Sargaço”, com diversos ritmos ligados à música brasileira


Créditos da imagem: Divulgação
Main 124948 sargaco
Capa do álbum "Sargaço"
Redação Sou BH
15/12/14 às 09:59
Atualizado em 01/02/19 às 18:03

Por Débora Gomes, jornalista do Sou BH

Uma mistura de ritmos se revela no som instrumental da banda Pequeno Céu. Formada por Manuel Horta (guitarra), Marco Túlio Ulhôa (guitarra e trompete), Ciro Trevisan (bateria), Renato Moura (percussão), Matheus Rocha (baixo e flauta), Rafael Figueiredo (guitarra) e Bernardo Bauer (violão, guitarra e cavaquinho), a banda funde diferentes elementos em suas canções, ligados, em sua maioria, à música brasileira e ao post-rock.

“Eu e o Manuel resolvemos montar uma banda para compor novas músicas. Isso foi em 2011”, explica o percussionista Renato Moura. Depois de algumas formações, a banda se consolidou, inserindo também outras músicas que, aos poucos, deram uma nova cara ao Pequeno Céu. “Porém, por sermos uma banda grande e com bastante influência de outros ritmos instrumentais, acredito que o afrobeat e o jazz também estão muito presentes”, completa Renato.

Hoje, com sete integrantes, a banda se prepara para lançar “Sargaço”, álbum que, segundo Renato, traduz um pouco da organização do disco e da própria estrutura da banda. “Sargaço é gênero de alga tropical. O mais interessante é que o sargaço na verdade é uma colônia de diversos tipos de algas”, explica Renato. Dessa forma, o nome do disco traduz o encontro de diferentes pessoas com variadas identidades e perspectivas musicais, “além de caminhar para o lado da tropicalidade e sua natureza rítmica”, avalia Renato.

Ao todo, sete músicas integram o disco, todas compostas pelos integrantes do Pequeno Céu.  “Todas elas foram compostas por meio de muitas jam sessions, até se tornarem uma música fechada”, conta Renato. Ainda de acordo com o músico, vários sons serviram de inspiração nesse processo criativo, como os de Hurtmold, Fela Kuti e Toe. “Não vejo uma inspiração principal, mas existem alguns elementos perdidos dentro do disco”, completa.

Para mostrar “Sargaço” para o público, a banda convida para o lançamento nesta terça-feira (9), no Mercado do Cruzeiro. O show conta com participações especiais de Chico Amaral, Big e Vicent, da banda Dibigode, discotecagem do DJ Dinei Dicolas, além da exposição do projeto Vista Poesia. “Esperamos que as pessoas gostem. Que se divirtam. Gostaríamos de sempre manter essa coisa contagiante sem que o lado introspectivo abafe essa nossa forma de compor e nos relacionar com o público”, completa Renato.


Comentários