FecharX

2018 foi o ano do sertanejo no Brasil

Veja o que é tendência no meio musical e as canções que estão nos rankings das mais ouvidas


Créditos da imagem: Rcerqueira
Main 155657 destarcerqueira 180623 022   copia
Redação Sou BH
26/12/18 às 09:14

Preferências pessoais à parte, o fato é que o sertanejo dominou as paradas musicais brasileiras em 2018. Em todos as listas do tipo ‘mais tocadas 2018’ das plataformas de streaming* você encontra nomes como Gusttavo Lima, Jorge e Matheus e Marília Mendonça. Uma mais poucas exceções é Anitta, com um funk que repercutiu internacionalmente.

As playlists das plataformas têm duas dinâmicas de funcionamento, a editorial e por algoritmo. A primeira é feita por curadoria, por exemplo: ‘o melhor do sertanejo universitário’ ou ‘músicas para ouvir em viagens’. A segunda é a mais popular, pois segue a audiência; aí estão as músicas mais tocadas pelos usuários do serviço.

No Claro Música, no ranking de 2018, a mais executada foi Largado às Traças, de Zé Neto e Cristiano. Propaganda, de Jorge e Mateus, ficou em segundo lugar, seguida de A Culpa é Dele, da Marília Mendonça com Maiara e Maraísa. Anitta emplacou dois hits, Vai Malandra e Romance com Safadeza, em que faz par com Wesley Safadão.

Quem não gosta do estilo pode ficar contrariado com as estatísticas, mas elas funcionam como um termômetro do que está no gosto popular. Afinal de contas, a música é uma das formas mais comuns de uma sociedade expressar sua cultura. “Ela envolve entretenimento, sentimentos e uma série de questões ligadas ao gosto popular”, ressalta produtor musical Márcio Brant, que já produziu artistas de tudo quanto é gênero, de gospel a samba, pagode e MPB.

O importante, segundo ele, é que haja verdade no projeto. “Não adianta ingressar em um nicho só porque ‘está dando dinheiro’. Para alcançar o sucesso, é preciso trabalhar da forma mais honesta possível”, observa.

Mas Brant lembra que, apesar da onda de sertanejo universitário, neste ano, artistas de outras vertentes se destacaram bastante. Alguns exemplos são Tiago Iorc, Ana Vilela e Anavitória, dupla que foi citada no Global Report 2018 Music, o relatório sobre a indústria da música mais importante do mundo.

O documento aponta que, em 2017, o mercado global de música cresceu 8,1%, com receitas totais de US$ 17,3 bilhões. O principal colaborador para o crescimento do mercado foi o streaming. No ano passado, 176 milhões de pessoas se tornaram assinantes, e o serviço agora representa 38,4% do total das receitas de uma música gravada. Pela primeira vez, o faturamento vindo dos formatos digitais foi responsável por mais da metade de todos os ganhos (54%) da indústria.

De fato, foi-se o tempo em que se media o sucesso de um artista pela quantidade de CDs vendidos. Hoje é possível mensurar sua influência on-line. Em 2018, segundo levantamento da empresa de marketing digital SEMrush, apenas 3 das 10 músicas mais pesquisadas pelos brasileiros no Google e no Bing não são do estilo sertanejo/pop.

A mais procurada, no entanto, foi Perfect, de Ed Sheeran, uma letra romântica em homenagem à namorada dele. Foram cerca de 1,2 milhão de buscas por mês. Propaganda, de Jorge e Mateus, vem em seguida com 628 mil procuras por mês ao longo do ano. Em terceiro lugar ficou a cantora Iza, com o gingado de Pesadão, sucesso pesquisado 600 mil vezes por mês.

Veja o ranking completo do Claro Música:

1.  Largado às Traças – Zé Neto & Cristiano

2.  Propaganda (Ao Vivo) – Jorge e Mateus

3.  A Culpa é Dele - Marília Mendonça, Maiara & Maraísa

4.  Vai Malandra - Anitta, Tropkillaz & dj Yuri Martins

5.  Romance com Safadeza - Anitta e Wesley Safadão

6.  Status Que Eu Não Queria - Zé Neto & Cristiano

7.  Estranho - Marília Mendonça

8.  Mundo de Ilusões - Gusttavo Lima

9.  Trincadinho (Ao Vivo) – Jorge & Mateus

10.  Fuleragem – Mc WM

Ranking da SEMRush:

1.  Ed Sheeran, Perfect - 1,2 milhão

2.  Jorge e Mateus, Propaganda - 628 mil

3.  Iza, Pesadão - 600 mil

4.  Gusttavo Lima, Apelido Carinhoso - 580 mil

5.  Anitta, Medicina - 585 mil

6.  Eduardo Costa, Olha Ela Aí - 430 mil

7.  Melim, Meu Abrigo - 334 mil

8. Marília Mendonça, Estranho - 326 mil

9.  Vitor Kley, O Sol - 274 mil

10.  Melim, Ouvi dizer - 262 mil

*Aplicativos e sites que fazem a transmissão automática de áudios ou vídeos, sem que seja preciso fazer downloads.

Comentários