FecharX
Créditos da imagem:

A Estação Ecológica da Universidade Federal de Minas Gerais é uma área de conservação urbana com cento e quatorze hectares de área formada por vegetação típica de matas semidecíduas e de cerrado. Possui uma grande diversidade de flora e fauna, com espécies de mamíferos (Capivaras, Mico-estrela, Gambá, etc.), de anfíbios e répteis (Teiú, Falsa-coral, etc.) além de aproximadamente 150 espécies de aves (Alma-de-gato, Tucanuaçu, Jacú, Saíra, Bico-de-veludo, etc.). Apresenta também uma variedade de espécies vegetais nativas como a Mutamba, Cedro, Ipê, Cotieira e espécies exóticas como o Eucalipto, a Mangueira, o Baobá, etc.

A Estação está presente na depressão de Belo Horizonte que tem o seu relevo esculpido sobre as rochas gnaissicos-migmatiticas do embasamento cristalino. Caracteriza-se por um conjunto de colinas, com topos abaulados com vertentes e vales côncavos, geralmente entulhados de sedimentos arenosos e argilosos.

Com diferentes opções de programas de visitação, a criançada pode participar de oficinas, caminhadas ecológicas, passeios e trilhas.

História
Antiga Fazenda Dalva há aproximadamente 60 anos atrás, e posteriormente Lar dos Meninos Dom Orione. Inaugurado por Juscelino Kubitischek em 1944, o local ainda guarda interessantes resquícios de tempos passados, tais como a olaria e ruínas de instalações rurais.

Continua depois da publicidade
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.