FecharX
Créditos da imagem: Gustavo Andrade

Quem nunca viajou pelo interior, seja de passagem ou na casa de familiares, e se deparou com uma garrafa de uma bebida diferente, aparentemente esquecida, encostada no canto de um restaurante ou de um aparador na sala?

Essa situação é comum em Minas Gerais, um estado culturalmente diverso, cujo clima e características geográficas diferentes proporcionam, além da variedade de costumes e tradições, alimentos típicos diferentes de cada região. Isso também é refletido na produção de bebidas artesanais e de licores bem específicos, vistos nas mencionadas prateleiras.

Diante desse cenário surgiu O Andarilho. A casa tem o objetivo de resgatar, fomentar e apreciar a cultura do Estado, apostando no seu consumo tradicional e também atribuindo uma nova harmonização para as bebidas. É o caso do Chá das Seis, drinque que leva licor de 19 ervas aromáticas (Faria Lemos), licor de mexerica (Belo Horizonte), vodca (Betim), limão e hortelã (feira do Mercado Novo). Ou do Gabriela e Sua Mula, que adiciona licor de cravo e canela (também de Betim) à receita do conhecido Moscow Mule.

A mesma linha é seguida nos shots, que aliam combinações exóticas de bebidas à beleza da apresentação que essa mistura provoca. São 33 opções divididas com relação a sua graduação alcoólica, indo desde os mais doces e leves (Banana Bread – licor de avelã, licor de banana, vodca e canela) aos mais fortes (Bola de fogo - Licor de curaçao blue, licor de frutas vermelhas e licor Red Bullet de abacaxi; Capetão do Mato - Licor de limão capeta, Licor de whiskey com canela, Rum e Tabasco).

O preço dos coquetéis varia entre R$ 15 e R$ 16, enquanto os shots vão de R$ 8 a R$ 10.

Para todos os gostos

O licor é uma maceração de álcool neutro de cereais ou outros destilados, com alta concentração de açúcar - cerca de 250 gramas por litro. Aperitivo ou digestivo, são normalmente consumidos antes ou após a refeição, acompanhando um tira-gosto ou fazendo companhia a uma sobremesa ou café.

No Andarilho, além dos coquetéis e shots, eles são servidos em doses geladas de 50 ml e o cliente tem a opção de escolher um acompanhamento entre queijo canastra com molho de jabuticaba, mix de frutas secas, mix de castanhas ou chips de banana. Todas custam R$ 8.

A carta de doses oferece 37 tipos e a ideia é que seja atualizada sazonalmente, sempre abrangendo todas as regiões do estado. E tem para todos os gostos: mais doces (Frutas Vermelhas), mais amargos (Ervas) ou mais viscosos (Pequi).

O objetivo é, inclusive, que a casa se torne uma referência e um local para o qual produtores de licores mineiros possam levar seus produtos, funcionando também como uma distribuidora da bebida. Nesse sentido, caso o cliente goste muito de um deles, também tem a opção de levar a garrafa para casa.

Continua depois da publicidade
Tags:
  • Mercado Novo
  • licor
  • bh
  • o andarilho
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.