FecharX

Reabertura Sesc Palladium

  • Gratuito

Data

08/11 até 06/12

Ter, Qua, Qui, Sex, Sab, Dom | 11:00


Créditos da imagem: Tarcisio de Paula

Após quase oito longos meses sem poder receber o público por causa da pandemia, o Sesc Palladium anunciou sua reabertura para amanhã, dia 8 de novembro. Para animar o reencontro, uma série de atividades está sendo programada, respeitando todas as medidas de distanciamento e prevenção contra a Covid-19.

 

Amanhã, a partir das 16h, o projeto de artes visuais ‘Desvios’ estará liberado para visitação gratuita, com a exposição ‘2010/2020: Um panorama da arte urbana em Belo Horizonte’. A ideia é contar a história da arte urbana de BH na última década por meio de 13 obras criadas por artistas urbanos locais. A abertura da exposição ainda contará com uma programação especial, com bate-papo entre o público e a artista Juliana Flores, uma das idealizadoras do renomado CURA, e também curadora desta exposição. Além disso, haverá um pocket-show com o rapper Roger Deff, representante da cena hip-hop de BH, atuante desde os anos 90. As vagas para esta programação especial de inauguração são gratuitas e limitadas. As inscrições devem ser feitas pela Sympla.

 

A exposição conta ainda com uma proposta de mediação digital chamada ‘Desvie-se’, um exercício em arte e educação para que o espectador possa fruir das obras da exposição de uma maneira diferente. A partir de um QRcode acessado apenas no Sesc Palladium o espectador será levado para uma navegação no Youtube, plataforma que permitirá ao público escolher vídeos criados para o projeto e que foram organizados como uma espécie de jogo que se complementam a partir de cada perspectiva apresentada. A entrada é gratuita.

 

Também amanhã, dia 8/11, às 11h, a Orquestra Ouro Preto retoma a ‘Série Domingos Clássicos’ em um formato híbrido, com apresentação presencial, no Grande Teatro do Sesc Palladium, e virtual com transmissão do Youtube do Sesc Palladium e da Orquestra. O concerto ‘Música para Cinema’ é uma homenagem à história da sétima arte por meio de trilhas sonoras. Ele apresenta uma cuidadosa seleção de obras que compreendem o cinema nacional e internacional, como os temas de ‘O Carteiro e O Poeta’, ‘Manhã de Carnaval’, ‘Eternarlly’, ‘A Noviça Rebelde’ e ‘Casablanca’, dentre outros, e fará uma homenagem especial ao compositor italiano Ennio Morricone. Para a apresentação presencial, os ingressos, disponíveis na Sympla, custam R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (meia-entrada) e R$ 10 (cliente Sesc).

 

Em novembro, sempre às sextas-feiras, os instrutores do Coral Jovem Sesc e da Orquestra de Câmara Sesc realizarão performances musicais no Foyer Rio de Janeiro do Sesc Palladium. O ‘Música no Foyer’ terá repertório variado, com música clássica, sertanejo de raiz, rock, jazz e outros estilos. Dias 13, 20 e 27/11, às 12h30. A entrada é gratuita.

 

Projeto direcionado ao público infantil, o #TemTodoSabado também terá um formato híbrido em novembro. As transmissões ao vivo no Instagram do Sesc Palladium (@sesc.palladium) continuam acontecendo aos sábados, a partir das 15h, transformando a casa dos pequenos em um laboratório criativo. Também haverá encontros presenciais, nos dias 14 e 28 de novembro, a partir das 15h, nos Foyers Augusto de Lima e Rio de Janeiro do Sesc Palladium. Para participar a criança deve estar acompanhada do adulto responsável e retirar senha na bilheteria da rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ou na Sympla.

 

Em 2020, o Sesc Palladium expandiu seu escopo de trabalho e criou a frente ‘Sessão Dez4Meia’ que visa trazer ao público diversas atividades com o intuito de fomentar o cenário da economia cultural e criativa em Belo Horizonte, e facilitar as interações entre os profissionais. Grande novidade no retorno do Sesc Paladium, o ‘Sessão Dez4Meia’ conta com um espaço compartilhado de trabalho (coworking); estúdio audiovisual; uma programação voltada para a formação criativa, composta por palestras, talks, cursos e oficinas focadas no fomento da cadeia produtiva e criativa do setor.

 

Adiada por conta da pandemia do novo coronavírus, a inauguração do ‘Sessão Dez4Meia’, que seria em março, ocorrerá no dia 19 de novembro. Para conhecer o coworking o cliente poderá enviar um e-mail para sessaodez4meia@sescmg.com.br ou ligar para 31 3270-8100 e agendar o melhor horário, saber mais sobre o espaço e inclusive realizar um test day.

 

Como primeira atividade presencial, o ‘Sessão Dez4Meia’ realiza o ‘Workshop Tirando Do Papel - Fika Ryca Favelinha’ trazendo como proposta o aprendizado sobre tirar os sonhos do papel com ferramentas de empreendedorismo criativo e torná-los rentáveis! Kdu dos Anjos ministra a atividade, que parte de conhecimentos teóricos e práticos para motivar e instruir pessoas a gerarem renda e gerir sonhos por meio do empreendedorismo criativo e comunitário. O evento será no Mezanino do Sesc Palladium, em 28 de novembro, às 10h. Os ingressos custam R$ 50 (inteira) e R$ 20 (cliente Sesc) e podem ser adquiridos na Sympla.

 

Nesse retorno, o Cine Sesc Palladium preparou uma programação especial, com filmes para todas as idades. A entrada para todas as sessões é gratuita e os ingressos devem ser retirados na bilheteria do Sesc Palladium 30 minutos antes de cada sessão ou na Sympla. A lotação da sala é limitada a 32 pessoas. Umas das novidades da programação de reabertura no cinema é a possibilidade de sessões exclusivas de cinema para grupos de até 10 pessoas. Famílias, casais, coabitantes e/ou grupos de convivência, por exemplo, poderão retirar um ingresso para todo o grupo na Sympla e reservar uma sessão exclusiva além de ter o direito de escolher o filme que desejar assistir dentre as opções disponíveis no catálogo. Os dias e horários disponíveis serão variados, com possibilidades de abertura de novos sessões de acordo com a demanda. Para conferir o melhor dia e horário, o cliente deverá acessar o site e procurar pelas datas disponíveis.


No mês da Consciência Negra, o Sesc Palladium, em parceria com a Aliança Francesa, traz ao público uma mostra com filmes de cineastas africanos. As obras destacam a diversidade cultural do continente e nos convidam a pensar narrativas brasileiras em diálogos possíveis.

 

Veja a programação completa dos filmes:

  • Keteke

Na década de 1980, o trem era o único meio de transporte que ligava os subúrbios e o centro da cidade. Um casal, Boi e Atswei, se concentra para o parto de seu primeiro filho, mas perdem o horário do trem. Uma má decisão os desafia no meio do nada. Chegarão a tempo para o parto ou correrão o risco de perder o bebê e a mãe?

Direção: Peter Sedulfia | País: Gana

Dia 8, às 17h | Classificação: 12 anos

 

  • You will die at 20

Sudão, província de Aljazira, hoje em dia. Logo após o nascimento de Muzamil, o líder religioso da vila prevê que ele morrerá aos 20 anos. O pai da criança não suporta o peso dessa maldição e foge. Sakina então cria seu filho sozinha, incubando-o com todas as suas atenções. Um dia, Muzamil tem 19 anos.

Direção: Amjad Abu Alala | País: Sudão

Dia 11, às 19h | Classificação: 16 anos

 

  • Lamb

Efraim, um menino de nove anos, vive com sua ovelha Chuni nas terras vulcânicas da Etiópia. Quando sua mãe morre durante a fome, seu pai o envia, acompanhado de sua ovelha, para parentes distantes em uma região mais verde do país, longe de sua terra natal devastada pela seca. Nesse novo ambiente, Ephraim está com saudades de casa. Seu tio ordena que ele mate suas ovelhas para uma próxima festa. Ele então inventa uma estratégia para salvar Chuni e voltar para casa.

Direção: Yared Zeleke |País: Etiópia

Dia 12, às 18h30 | Classificação: 12 anos

 

  • Mak Ila

Makila é uma menina de 19 anos que vive na rua desde os 13 anos de idade. Quando ela chegou, foi recebida pelo homem Mbingazor, um delinqüente albino, que a apresentou ao modo de viver, ou melhor, para sobreviver na rua: drogas, prostituição, roubo. Os dois acabam se casando. Tendo se tornado esposa de um chefão, Makila contrata crianças que roubam em troca de proteção e algumas migalhas. Ela para de se prostituir. Makila e Mbingazor são o casal mais respeitado da rua, mas muito rapidamente, seu relacionamento baseado em exploração e violência, começa a incomodar a garota que se sente presa. Ela decide deixar Mbingazor.

Direção: Machérie Ekwa | País: Congo

Dia 13, às 19h | Classificação: 16 anos

 

  • Makongo

Com Makongo, o cineasta centro-africano Elvis Sabin Ngaibino conta a história de Albert e André, dois jovens pigmeus Aka de Mongoumba que eram motivo de chacota entre os alunos da escola, mas agora lutam contra o analfabetismo em sua comunidade. Para combater esse fenômeno de exclusão, os dois ativistas buscam montar uma escola móvel para educar as crianças. Por falta de financiamento, os dois heróis preferem vender Makongo, essas lagartas comestíveis muito populares entre os centro-africanos, no mercado, em vez de recorrer a ajuda estatal ou ONG. Entrando no mato e na floresta para coletar esses insetos, Albert e André relatam a cultura culinária e as atividades comerciais de Bangui.

Direção: Elvis Sabin Ngaïbino | País: República Centro-Africana

Dia 14, às 17h | Classificação: 16 anos

 

O Sesc Palladium também contempla as crianças com filmes infantis aos sábados e domingos. A escolha foi por animações que apresentam outros olhares para este gênero cinematográfico.


  • Tito e os Pássaros

O filme conta a história de um menino que é responsável, junto com seu pai, por achar a cura para uma doença que é contraída após a pessoa tomar um susto.

Direção: Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar, André Catoto Dias | País: Brasil

Dias 8 e 28, às 14h | Gênero: animação | Classificação: livre

 

  • A Raposa Má

Aqueles que pensam que o campo é um lugar calmo e tranquilo se enganam. Lá há animais particularmente agitados, uma raposa que pensa ser uma galinha, um coelho que se faz de cegonha e um pato que quer substituir o Papai Noel. Se quiserem tirar férias, mudem de caminho!

Direção: Benjamim Renner, Patrick Imbert | País: França

Dias 14 e 29, às 14h | Gênero: animação | Classificação: livre



Encerrando a programação de novembro, a Mostra Takeshi Kitano traz um pequeno panorama do trabalho único do cineasta japonês que transita entre a ação policial e os relatos pessoais, ao mesmo tempo em que explora drama, violência e comédia. Considerado um dos mais importantes diretores nipônicos, Kitano começou sua carreira nos anos 1980 como comediante, mas desde sua estreia na direção, em 1989, se destacou por sua grande capacidade de produção, originalidade e sensibilidade artística.


Nos dias 26/11 e 03/12, as sessões serão projetadas no Foyer Augusto de Lima do Sesc Palladium, com público limitado a oito pessoas.

  • Boiling Point 

Após a Yakuza ferir um treinador de beisebol, dois de seus jovens alunos saem em busca de vingança. Assim como em Policial Violento e Sonatine, Kitano descontrói brilhantemente as convenções do filme de Yakuza.

Dias 24/11, às 20h30; 29/11 e 05/12, às 17h | Classificação: 16 anos

 

  • Kids Return - De Volta às Aulas

Masaru e Shinji são dois delinquentes juvenis que depois de largarem a escola seguem caminhos diferentes. Um se encontra no Boxe e o outro se torna um Yakuza. Primeiro filme de Kitano depois de um sério acidente que paralisou parte do seu corpo, Kids Return, cheio de referências autobiográficas, é uma conciliação do autor com o seu passado. Vencedor do prêmio de melhor ator estreante pela Academia Japonesa de Cinema em 1996.

Dias 25/11 e 02/12, às 20h30; e 06/12, às 17h | Classificação: 14 anos

 

  • Verão Feliz

É verão e o pequeno Masao não tem com quem brincar. O cinquentão Kikujiro jamais seria a companhia ideal para um garoto de nove anos de idade: impaciente, arrogante e que gosta de mandar nos outros. Mas os dois saem em busca da mãe que Masao nunca conheceu, numa viagem que mostrará que a realidade não é nada sem a magia.

Dias 26/11, às 18h30; e 03/12, às 18h30 | Classificação: 12 anos

 

  • Hana-bi - Fogos de artifício

Policial descobre que sua mulher está prestes a morrer, ao mesmo tempo em que seu parceiro é baleado por mafiosos. Ele deixa a polícia e parte em busca de vingança, enquanto se decide a cuidar da esposa.

Dias 27/11, às 20h30, 28/11, às 17h; e 04/12, às 20h30 | Classificação: 14 anos

Tags:
  • sou bh
  • sesc palladium
  • programação
  • reabertura
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.