FecharX

Que História Contar?

Local não informado

Que História Contar?

  • Infantil

Valor entrada

  • 7,50 Meia
  • 15 Inteira

Data

12/10 até 31/10

Seg, Ter, Qua, Qui, Sex, Sab, Dom | 10:00


Créditos da imagem: Maria Symchych/shutterstock

Os desafios para entreter e educar em casa em tempos de pandemia continua para os pais e/ou responsáveis por pequenos em fase escolar. Neste mês das crianças, o projeto Que História Contar?, surge como um “respiro” e uma opção de lazer educativo para a programação infantil. A estreia acontece hoje (12), às 10h em formato digital, e segue até o dia 31 de outubro. Uma série de contações de histórias estreladas por um elenco diverso (incluindo atores, atrizes, músicos e palhaços do cenário teatral) tem a proposta de promover conteúdo cultural, criativo e divertido para crianças a partir de 3 anos de idade.

Serão vinte histórias disponibilizadas diariamente e que permanecerão disponíveis até o mês de dezembro na plataforma Sympla. O projeto é coordenado pela pedagoga e contadora de histórias Fernanda Faria e estrelado por grandes atores e atrizes, como Milton Filho, Vilma Melo, Patrícia Costa (participou da novela Bom Sucesso), Alexandre Moreno (novela A Dona do Pedaço), Clara Santhana (musical sobre Clara Nunes), Dayse Pozzato (novela Deus Salve o Rei), Vilma Melo (que atualmente faz a série Segunda Chamada), dentre outros.

As temáticas escolhidas envolvem assuntos que abordam diversidade de gênero, questões étnico-raciais, acessibilidade e inclusão. As histórias, que terão duração de 20 a 60 minutos, serão baseadas em textos de grandes obras adaptadas, como Rapunzel; A Pequena Vendedora de Fósforos, de Hans Christian Andersen; Festa no Céu; O menino Nito: Então, homem chora ou não?; O Pequeno Príncipe das Ruas, de Allex Miranda; Aláfia, a Princesa Guerreira; Ventaneira: a cidade das flautas, escrito pela deficiente visual Moira Braga; dentre outros.

O elenco de contadores tem como característica também a diversidade e a busca por trazer representatividade em suas apresentações, sendo formado por mais de 50% de pessoas negras, na maioria mulheres, uma atriz e escritora com deficiência visual e um contador de histórias cadeirante.

Os ingressos já podem ser adquiridos pelo link e custam R$15 (inteira) e R$ 7,50 (meia entrada). O passaporte promocional custa R$100 para quem adquirir as vinte contações de história. Também serão ofertados valores promocionais para escolas e grupos a partir de 20 ingressos. Após a estreia de cada exibição, será realizada uma live com a participação do artista, e as crianças serão convidadas para interagir por meio de bate-papos, brincadeiras e mini-oficinas.

Tags:
  • que história contar
  • sou bh
  • contação de história
  • diversidade
  • inclusão
  • mês das crianças
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.