FecharX

Festival Curta Dança!

Evento encerrado

Valor entrada

  • 5 Meia
  • 10 Inteira

Data

03/12 até 10/12

Seg, Ter, Qua, Qui, Sex, Sab, Dom | 19:00


Créditos da imagem: Tiago Santos

O público belo-horizontino vai poder conferir, de 3 a 10 de dezembro, a quarta edição do Festival Curta Dança!. O evento traz à capital mineira uma programação com obras de curta duração, além de espetáculos, oficinas, mesa de debate e Café com Trocas, com discussões sobre a produção contemporânea de dança, gestão, sustentabilidade e ações de internacionalização para o segmento. O Curta vai ser distribuído em cinco espaços da capital: Centro de referência da Juventude (CRJ), Espaço Aberto Cia Pierrot Lunar, Teatro Marília, Espaço Morada e Espaço Cafuá. O projeto é realizado com os recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte e tem o patrocínio da MGS.

Dessa vez, a programação ampliada conta com 5 oficinas e 26 obras, propostas por artistas originários da Colômbia e Paraguai, de cinco estados brasileiros e de Minas Gerais. Entre os critérios propostos pela curadoria, de Cris Diniz, o intuito foi promover durante o festival o encontro de gerações, com bailarinos de longa trajetória e jovens artistas, além de priorizar a diversidade de estilos, que passam pelo hip hop, pela dança contemporânea e pela dança afro, entre outros.

A parceria com o Corredor Latino-americano de Teatro, iniciada na última edição, foi mantida para 2019, possibilitando a vinda de artistas do Paraguai, como Alejandra Díaz, que vai ministrar a oficina de Gestão para Dança, e da Colômbia, como Johans Moreno e Betancur com Vaci(j)a Vacía De Una sujeta múltiple e Cesar Garcia com Sopa de Papel. O espetáculo Cruces y Desvíos (Sujeto Bryan), de Fernando Zapata Abadía, encerra o festival no dia 10 de dezembro.

Entre as obras nacionais, estão previstas: Anatomia das coisas encalhadas (Ceará), Medusa ao Reverso (Alagoas), O dito, o não dito e o por dizer (Bahia), Por alguns cantos (São Paulo), We don't have money, but we are funny (RJ), Por Elas (Paraná), entre outros. De Minas Gerais e da cena belo-horizontina, foram selecionados 14 trabalhos, entre eles, Corpos Negros Incena, de Evandro Passos e PlaylistA, do Coletivo Movasse.

E tem mais, ao final de cada apresentação haverá a condução de bate-papo por um mediador referência no segmento. Os espetáculos serão apresentados no Teatro Marília e as danças de curta duração no Espaço Aberto Pierrot Lunar.

Para aprofundar as discussões desta edição, está prevista uma mesa de debate no CRJ, além de um Café com Trocas que propõe um encontro informal entre artistas, produtores, gestores, programadores e interessados para intercâmbios e parcerias.

Haverá também cinco oficinas, com enfoques em criação, identidade, gestão e internacionalização, que serão realizadas no CRJ, Teatro Marília e nos Espaços Morada e Cafuá, ambos referência na criação em dança.

O espetáculo de abertura, no dia 3 de dezembro, às 19h, no Teatro Marília, fica por conta de Sílvia Moura, apresentando seu solo Anatomia das Coisas encalhadas, inédito em BH. É uma criação artística e de vida, em uma relação com o descartável, onde, através do uso, da manipulação dos objetos, ela propõe uma análise das relações pessoais.

Os ingressos custam R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira) e estão à venda na bilheteria do teatro ou pela plataforma Lets Events. A inscrição para as oficinas também pode ser feita pela plataforma até quinta-feira (28) e custa R$ 20. Os espetáculos de abertura e encerramento têm a entrada gratuita.

Pontos de venda

Lets Events

Bilheteria do Teatro Marília

Tags:
  • curta duração
  • oficinas
  • festival
  • dança
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.