FecharX

Cultura Negra em novembro, no Memorial Vale

Local não informado

Cultura Negra em novembro, no Memorial Vale

  • Gratuito

Data

04/11 até 30/11

Qua, Qui, Sex, Sab, Dom | 19:30


Créditos da imagem: Darlian Rodrigues

O mês de novembro no Memorial Vale será marcado por atrações que celebram o legado da cultura negra em Minas Gerais. Todas as apresentações continuam on-line, seguindo o planejamento do #MemorialValeEmCasa, feitas pelo Youtube e disponíveis nas redes sociais do espaço (facebook e instagram) e também no site.

 

Buscando promover debates étnico-raciais, necessários e importantes para a educação museal, bem como ao combate ao racismo, o Educativo do Memorial Vale criou e desenvolve, em constante construção e reconstrução, desde 2013, o projeto Africanidades e Memória. Essa pauta está presente nas ações cotidianas do museu, porém, com maior expressão no mês de novembro, que traz o marco temporal do dia 20, em que se celebra a memória de Zumbi dos Palmares, personalidade símbolo da luta e resistência contra a escravidão no Brasil, com referência à data em que teria sido assassinado.

 

Em 2020, seguindo o modelo on-line do #MemorialValeEmCasa, o projeto promove o Educativo Novemblack, com uma série de lives com o objetivo de privilegiar a beleza e a valorização das conquistas que permeiam as trajetórias de vida de pessoas negras em diversas áreas e os possíveis atravessamentos em suas histórias pelas questões raciais. A mediação será feita pelos educadores do Memorial Vale, Henrique Bedetti e Ângelo Dias. A primeira live acontece no dia 9 de novembro, às 17h. A entrevistada será Adriana Santana, que irá falar sobre artes visuais. Adriana é artista visual, ilustradora e educadora. É mestre em Educação pela Faculdade de Educação (FAE/UFMG) e cursou Artes Gráficas e Licenciatura na Escola de Belas Artes (EBA/UFMG). Em seus trabalhos busca dialogar com poéticas inspiradas em sua ancestralidade, com as relações étnico-raciais e com as culturas afro-brasileira e africana.

 

Além disso, todas as sextas, às 10h, o Educativo divulga as Dicas Pretas. São pílulas, com dicas de livros, filmes, etc. com temática étnico racial e produzida por pessoas negras, dando um destaque para produções literárias destinadas ao público infantil. Divulgação pelas redes sociais.

 

E todas as quartas-feiras, às 11h, o Educativo realiza a instalação "Sementes da Diáspora". Iniciada em 2019, a ação consiste numa instalação na qual a partir de cards  instalados no Baobá construído pelo Educativo  com sementes de plantas africanas estampando a imagem e biografia de uma personalidade negra, o visitante era convidado a colher essas sementes e refletir sobre o apagamento do protagonismo negro na nossa história. Nesse tempo de distanciamento serão compartilhadas histórias de personalidades negras nas redes sociais do Memorial Vale.

 

Confira os detalhes das atrações:

 

04/11 – DOCUMENTÁRIO O BASTÃO E O ROSÁRIO, DE ANA LUÍSA COSSE

No dia 4 de novembro, quarta-feira, às 19h30, o Memorial Vale apresenta o documentário O Bastão e o Rosário, da artista Ana Luísa Cosse. O filme retrata o Reinado mineiro, representado pela Irmandade de Moçambique Nossa Senhora do Rosário, do bairro Alto dos Pinheiros, em Belo Horizonte. Essa expressão popular é retratada no curta-metragem por meio da perspectiva de um personagem real, Paulo Santos, um dos capitães dessa guarda e, ao mesmo tempo, integrante do grupo parafolclórico Aruanda, também de BH. A duraçãé de 11'47''. A apresentação integra o projeto Mostra de Filmes do Memorial Vale e poderá ser encontrada no canal do Memorial em duas versões: uma com legenda e outra com audiodescrição.

 

Ana Luísa Cosse é publicitária, atriz, cantora, integrante do Grupo Folclórico Aruanda.

 

05/11 – PERFORMANCE “nMUnDO – EDIÇÃO DURANTE”, DE FRANCESCO NAPOLI

No dia 5 de novembro, às 11h, o Memorial Vale apresenta a performance “nMUnDO – Edição Durante”. Nela, o artista Francesco Napoli faz uma reflexão sobre a pandemia, com Camila Buzelin, Michelle Barreto e Barulhista, numa rede de ações artísticas. Os quatro recolheram falas estimuladas pela pergunta “O que você falaria para o mundo se todos pudessem te ouvir” e este material foi a base para produção de uma peça sonora que circulou em um carro de som no bairro Goiânia em Belo Horizonte. A peça sonora e esta performance são o tema do programa Tropofonia nMUnDO, comandado por Napoli, que vai ao ar pela rádio UFMG Educativa e também estará disponível em formato de podcast. A montagem integra o projeto Performance do Memorial Vale.

 

Francesco Napoli é poeta, compositor, guitarrista, pesquisador e professor de Filosofia e Arte. Integra os projetos Falcatrua e nMUnDO e o espetáculo Rock In Concert da Orquestra Opus. Apresenta, produz e edita o programa de rádio Tropofonia na rádio UFMG Educativa; apresenta o podcast Banda de Lá Banda de cá e apresenta o quadro nãoseioquenãnãnã na web rádio Matula.

 

05/11 – BRUNO CUPERTINO APRESENTA CANTO FORTE

No dia 5 de novembro, às 19h30, o cantor e compositor Bruno Cupertino faz o show Canto Forte, em que ele apresenta seu recém-lançado álbum autoral. O evento integra o projeto Gerais Cultura de Minas do Memorial Vale.

 

Contando pouco mais de 30 anos, Bruno é um sambista à moda antiga, transita com desenvoltura por várias perspectivas. É cantor, compositor e multinstrumentista, legítimo representante do samba na sua mais ampla tradição.

 

06/11 – ELISA DE SENA APRESENTA O SHOW CURA

No dia 6 de novembro, sexta-feira, às 19h30, o Memorial Vale recebe a cantora Elisa de Sena, que faz o show do seu álbum Cura, lançado em 2019 pela Natura Musical. A cantora e compositora tem sua música fortemente enraizada na percussão afro-brasileira, especialmente nos tambores de Minas Gerais, e mescla suas raízes às possibilidades que o universo da música eletrônica  oferece na contemporaneidade. Com um discurso que passa pela negritude e pelo feminismo, sua poética fala de transmutação. Nesta apresentação, em consonância com o atual momento (isolamento social), a artista opta por uma formação reduzida e conta com a participação de Letícia Damaris (na guitarra) e Johnny Herno (percussão). A apresentação terá tradução em Libras. A apresentação integra o projeto Gerais Cultura de Minas, do Memorial Vale.

 

07/11 – BILORA APRESENTA O SHOW VIOLA NA EMBOLADA

No dia 7 de novembro, sábado, às 16h, o violeiro, cantor e compositor Bilora faz o show Viola na Embolada, uma apresentação musical solo, com viola caipira e voz. São obras ligadas ao universo da embolada, do calango. O jogo de palavras que remete ao improviso, ao repente nordestino, aqui é criado pelo próprio Bilora e adaptado de domínio público, sempre dialogando com os ponteios falantes da viola caipira. No repertório, Dez Coisas (Música de Bilora em letra de domínio público), No cumbuco do balaio (Domínio público), Calango na Cidade (Bilora), Beira mar, beira rio (Bilora), Imbolá, imbolei (Dominio público, adap. Bilora), Tempo das Águas (Bilora) e Embolada sertaneja (Bilora). O evento integra o projeto Gerais Cultura de Minas, do Memorial Vale.

  

08/11 – GRUPO 1ºATO APRESENTA PASSO POEMA

No dia 8 de novembro, às 11h, o Grupo de Dança Primeiro Ato apresentará um vídeo com sete performances dançadas, inspiradas em poemas variados, traduzindo e recriando em movimento, passos e gestos que expressem e reflitam sobre tantas sensações vividas com a pandemia do COVID-19 e com a situação de isolamento social. A apresentação integra o projeto Gerais Cultura de Minas, do Memorial Vale.

Tags:
  • sou bh
  • novembro
  • consciência negra
  • memorial vale
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.