FecharX

Outro Mundo é Possível

Academia Mineira de Letras

Outro Mundo é Possível

Evento encerrado
  • Gratuito

Data

26/08 até 26/08

Sab, Dom | 10:00 - 16:00

31/08 até 04/10

Seg, Ter, Qua, Qui, Sex | 11:00 - 21:30


Créditos da imagem: Guto Muniz

A Academia Mineira de Letras homenageia o diretor, ator e dramaturgo João das Neves com a exposição gratuita Outro Mundo é Possível, a partir deste sábado (31), às 19h. A abertura conta com apresentação da cantora Titane e convidados como Maurício Tizumba e o violonista Hudson Lacerda, além de participação de ex-integrantes do grupo cênico-musical Rosa dos Ventos.

 

A mostra tem curadoria de Titane e Rodrigo Cohen e busca transitar pelo universo do diretor, tendo como ponto de partida os espetáculos e incursões artísticas de João das Neves, seja nas grandes cidades, no Vale do Jequitinhonha ou em suas vivências com os índios na Amazônia.


O público vai ter acesso à vida e obra do artista a partir de documentos, vídeos, fotos, áudios, trilhas, instalações, fragmentos de textos e objetos de afeto, em um passeio por quatro ambientes que retratam diferentes fases do artista.

 

A primeira parte é nomeada como Anos de Chumbo e reúne documentos, certificados, registros audiovisuais e informações gerais sobre a primeira fase de produção do artista de 1960 a 1970, no Rio de janeiro, com destaque para espetáculo O Último Carro (1969), que teve sua produção durante a Ditadura Militar.


Na segunda parte da exposição, intitulada Deslocamentos – Sertão, Cidades e Floresta, o público entra em contato com reconstituições cenográficas, documentos originais, diário de viagem, áudios, vídeos, fotos e objetos sobre a produção do artista de 1980 a 2000.Neste período, João das Neves encena em lugares não convencionais, realizando espetáculos criados especialmente para túneis, casarões, parques e pedreiras, dando continuidade à sua investigação em torno do espaço cênico e as relações público-ator. 

 

No terceiro ambiente, Camaradas, estão reunidos vídeos, fotos e entrevistas sobre a produção do artista entre 2000 e 2018. Na condição de diretor, dramaturgo ou ator, João das Neves dá vida a encenações que tratam de assuntos diversos sempre relacionados ao protagonismo de mulheres, negros, indígenas, gays e transexuais. Deste período, a exposição contempla espetáculos cênico-musicais que nascem de projetos de formação de jovens artistas, discutem as culturas de luta das periferias urbanas e do campesinato, abordam o surgimento de “novas famílias” e reafirmam a existência de um teatro negro brasileiro.

 

Em Afetos, última parte, o público pode conferir a reprodução cenográfica de parte da biblioteca de João das Neves - que reúne originalmente cerca de 7 mil títulos -, além de fotos e objetos pessoais, discos, livros, publicações diversas, anotações, fragmentos de sua dramaturgia e produção poética. Este espaço pretende ser uma janela para o cotidiano do artista que incluía o contato permanente com os livros e a música. 


A exposição acontece de 31 de agosto a 4 de outubro, de terça a sexta, das 11h às 21h30, e aos sábados e domingos, das 10h às 16h. Durante a mostra acontecem visitas guiadas para cegos, surdos, baixa visão, pessoas com mobilidade reduzida e estudantes do ensino médio de escolas públicas e privadas, mediante agendamento pelo e-mail educativo.aml@gmail.com ou por WhatsApp: (31) 99418 2910.


exposição conta também com medidas de acessibilidade como audiodescrição e braile e, ainda, oferece nos dias 28 de setembro e 2 de outubro de programa educativo com tradução em libras, mediante agendamento. Toda programação é gratuita.

Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.