FecharX

Man Ray em Paris

Evento encerrado
  • Gratuito

Data

11/12/19 até 17/02

Seg, Ter, Qua, Qui, Sex, Sab, Dom | 10:00


Créditos da imagem: Reprodução/Man Ray

Fotógrafo, pintor, escultor, cineasta... são vários os atributos de Man Ray, um dos maiores artistas visuais do início do século XX e expoente do movimento surrealista. E é parte de sua história criativa que os belo-horizontinos vão conhecer a partir de dezembro na exposição Man Ray em Paris, no CCBB. O público vai poder conferir 255 obras do artista ainda inéditas no país, entre objetos, vídeos, fotografias e serigrafias de tamanhos variados. A mostra fica em cartaz entre 11 de dezembro e 17 de fevereiro de 2020. A realização é da Artepadilla e o projeto conta com patrocínio do Banco do Brasil e do Ministério da Cidadania. A entrada é gratuita.

Com curadoria de Emmanuelle de l’Ecotais, especialista no trabalho do artista e responsável por seu Catálogo Raisoneé, a mostra será dividida em duas categorias. A primeira trata da fotografia como um instrumento de reprodução da realidade, focando-se em seus famosos retratos - seu ateliê era uma referência entre a vanguarda intelectual que circulava pela Paris da década de 1920 - nos ensaios para a grife de Paul Poiret e em fotos para reportagens. Já na segunda, outro lado se revela: o da manipulação da fotografia em laboratório com o intuito de criar superposições, solarizações e “rayografias”, um termo criado por Man Ray (do inglês “rayographs”), em alusão a si mesmo. Assim, portanto, ele inventa a fotografia surrealista.

O projeto da exposição prevê, ainda, reproduzir imagens da vida parisiense de Man Ray acompanhado pelos artistas que lhe foram contemporâneos e por sua musa, Kiki de Montparnasse. Além de uma programação de filmes assinados por ele, intervenções como um laboratório fotográfico, com elucidações sobre as técnicas utilizadas em sua obra, marcam a interatividade com o visitante. A produção executiva é da Artepadilla.

Os quatro filmes de autoria de Man Ray poderão ser vistos durante a visita na exposição. São eles: O Retorno à Razão/1923 (Return to Reason), Emak Bakia/1926 (Emak Bakia), A Estrela do Mar/1928 (Star of the Sea/The Starfish) e Os Mistérios do Castelo do Dado/1929 (The Mysteries of the Chateau of Dice). Já Man Ray, Senhor 6 segundos dirigido por Jean-Paul Fargier em 1998, será exibido em uma das salas localizadas no 3º andar do CCBB-BH, dentro do percurso de visitação da exposição.

Tags:
  • exposiçao
  • man ray
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.