FecharX

Exposição gratuita Híbrida segue no Palácio das Artes

Palácio das Artes

Exposição gratuita Híbrida segue no Palácio das Artes

  • Gratuito

Data

14/02 até 08/03

Dom | 16:00 - 21:00

Ter, Qua, Qui, Sex, Sab | 09:30 - 21:00


Créditos da imagem: Paulo Lacerda Divulgação

Três artistas contemporâneas mulheres têm seus trabalhos reunidos na exposição Híbrida, nas galerias Genesco Murta e Arlinda Corrêa Lima, do Palácio das Artes. Até 8 de março, o público poderá conferir as obra de Carolina Botura, Giulia Puntel e Julia Panadés. Híbrida -  o  nome da mostra - já dá ao público a dica da natureza diversa e polimorfa das exposições individuais das três artistas. Há também espaço experimental, aberto à colaboração e à troca de experiências.

Botura, Puntel e Panadés são artistas que, cada uma ao seu modo, interessam-se pelo corpo como força criadora, mutante, erótica e sentimental.

Em "Adoraria Gritar mas Minha Boca está Cheia”, Giulia Puntel propõe uma reflexão sobre os corpos super-expostos, sem identidade, mas atravessados por uma construção fantástica de imagens que se estabelecem e se completam a partir dos encontros e relações. Suas pinturas deixam espaço para o mistério, para uma tensão criada, não pelo que se vê, mas, principalmente, pelo que está escondido ou prestes a acontecer. 

Corpo em Obra” nomeia o conjunto de trabalhos em seda, linho, algodão, linha e madeira, de Júlia Panadés. Poemas bordados, dobras, rasgos, e tecidos sobrepostos geram uma escultura penetrável, o vestido-tenda Cartilha da Cura, além de uma série de bandeiras instaladas sobre as paredes, as Flâmulas Fêmeas e as Flâmulas em Bando. Elas apresentam, como traço comum, uma diversidade de formas, entre fendas e dobras, evocando a anatomias possíveis. A outra série, Flâmulas do Naufrágio, apresenta livro-poemas cujos versos bordados são distribuídos sobre as camadas de tecido sobrepostas. 

Na instalação ‘Amantes, composta por pinturas, litogravuras, esculturas e vídeos, Carolina Botura aponta em suas obras a equalização das energias complementares femininas e masculinas como um caminho para o autoconhecimento e o equilíbrio entre e além gêneros. 

A mostra integra a quinta edição do Programa ARTEMINAS, Narrativas Femininas – Sou aquilo que não foi ainda.

A exposição pode ser vista de terça a sábado, das 9h30 às 21h; domingo, das 16h às 21h.

Tags:
  • gratuito
  • artes
  • artes visuais
  • soubh
  • palácio das artes
  • híbrida
Reportar erro
Encontrou algum erro? Informe para a gente.