Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

Shows

Fotos:

Conexão Vivo

  • Compartilhe
  • Facebook
  • Twitter

Neste final de semana, o Conexão Vivo se despede de Belo Horizonte com uma programação extensa na Praça do Papa, confira!

Dia 26 de maio

Juliana Ribero (BA)
A cantora e compositora baiana Juliana Ribeiro apresentará as canções que compõem o seu primeiro álbum solo, “Amarelo”. Formado por composições próprias e de outros nomes do cenário musical, como Arthur Ribeiro, J. Veloso, Leci Brandão e Roberto Mendes, "Amarelo" é resultado de uma vasta pesquisa que traz ritmos como o samba, o jongo, o maxixe e a MPB.

Juarez Moreira (MG)
Nascido em Guanhães, Minas Gerais, o violonista, compositor e arranjador Juarez Moreira é autodidata e aprendeu a tocar violão aos 12 anos. Sua estreia profissional foi no grupo do maestro e pianista Wagner Tiso, em 1978. Já tocou ao lado de nomes como Maria Bethânia, Paulo Moura, Milton Nascimento, Nivaldo Ornelas, Lô Borges e Beto Guedes, entre outros. Ele também foi o primeiro músico a ser homenageado pelo Prêmio Jazz Minas, do Savassi Festival.

Dibigode (MG)
O projeto nasceu em 2007, na capital mineira, formado por Antônio Vinícius (baixo e gaita), Gabriel Perpétuo (guitarra, violão e teclado), Guilherme Peluci (sax, flauta, clarineta e acordeon), Tiago Eiras (bateria e percussão) e Vicente França (guitarra, violão e gaita). Com influências no jazz e pés no post-rock, a banda lançou em 2011 o disco de estreia 'Naturais e idênticos ao natural de pimentas da Jamaica e preta'.

Javier Maldonado (ARG)
Cantor, escritor, intérprete e produtor musical, Javier Maldonado foi influenciado por músicos e artistas internacionais como Bob Dylan e Niro Rota. Desde os 15 anos é considerado um dos nomes mais promissores do gênero pop rock argentino. No Brasil, lança seu novo CD, Musas domésticas en el meridiano V.

Ilê Aiyê (BA) convida Marku Ribas, Sérgio Pererê e Maurício Tizumba (MG)
O primeiro bloco afro da Bahia, o Ilê Aiyê, intitulado “o mais belo dos belos”, mostra a força dos seus tambores e a riqueza dos sons e vozes que o tornaram conhecido no Brasil e no Mundo.

O Ilê terá ainda, como convidados, os mineiros Sérgio Pererê e Maurício Tizumba, ambos cantores, compositores e percussionistas que têm um trabalho influenciado pela cultura afromineira.

Dia 27 de maio

Manu Santos (RJ)
Vencedora de uma das edições da competição de jovens talentos do samba promovidas pelo Carioca da Gema, Manu Santos é dona de um canto forte, expressivo, feminino e com um discreto suingue.  A cantora apresenta canções do CD "Nossa Alegria", lançado em julho de 2011, muito elogiado pela crítica.

No repertório músicas como "Lua de São Jorge" (Caetano Veloso), "Lugar comum" (João Donato / Gilberto Gil), "Deixa eu dizer" (Ivan Lins / Ronaldo Monteiro), e ainda canções de Moacyr Luz, George Israel, Marcelo Camelo, Fred Martins, Giana Viscardi e Rodrigo Santiago.

Volver (SP)
Depois de navegar pelo chamado rock dos pampas e pelo indie, a banda pernambucana Volver apassa por uma sonoridade que ela autoclassifica como mais “madura e mais pop”. Com três discos lançados, o repertório percorre toda a discografia da banda, com ênfase no novo disco "Próxima Estação”.

Orkestra Rumpilezz (BA)
Um dos nomes baianos mais badalados pela crítica musical atualmente, a Orkestra Rumpilezz, liderada pelo maestro Letieres Leite, apresenta toques inspirados na música sacra do culto afrobaiano do Candomblé e uma roupagem harmônica inspirada no jazz moderno. O grupo baiano de percussão e sopro, com apenas um álbum lançado, já conquistou o Prêmio da Música Brasileira como Revelação e Melhor Grupo Instrumental, e o Prêmio Bravo! de Cultura na categoria de Melhor Álbum Popular.

Metaleiras da Amazônia convidam Dona Onete, Juca Culatra e Pio Lobato (PA)
Formada pelos músicos Manezinho Do Sax, Pipira do Trombone e Pantoja do Pará, a 'Metaleiras da Amazônia' faz uma fusão de ritmos dançantes com muita lambada, carimbó, siriá e até o lundu. Quem também participa do grupo é o músico MG Calibre no baixo e direção musical, Arthur Kuns na bateria e samples, e Beto Meireles na guitarra.

Dona Onete
Natural de Cachoeira do Arari e professora de História e Estudos Paraenses, é considerada "Diva do carimbó chamegado". Dedicou-se à organização de grupos folclóricos, cordões de pássaros e agremiações carnavalescas, compondo um sem-número de canções.

Juca Culatra
Juca Culatra vem circulando principalmente em Belém e shows no interior do Pará apresentando uma sonoridade que mescla reggae, rock e ritmos negros.

Pio Lobato
O músico e produtor paraense Pio Lobato trabalha experimentações na guitarra junto a ritmos da Amazônia e foi pioneiro em estudar a guitarrada.

Local
Praça do Papa

Endereço
Praça do Papa. Mangabeiras
Telefone
-
Data
26/05/12 até 27/05/12
Horário
15h00
Preço
Entrada Franca
Vendas


Confirme as informações antes de sair, pois os horários, preços e formas de pagamento
podem ser alterados sem aviso prévio.Reportar Erro

Comentários
Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório