SouBH Notícias

Startup belo-horizontina cria tecnologia que reduz infestação do Aedes aegypti

Monitoramento computacional é eficaz e rápido na contagem de ovos em regiões de BH

Redação Sou BH - 28/03/17 as 17:05 - Atualizado em 28/03/17 as 17:10

Já faz um tempo que um mosquitinho aterroriza a população do Brasil todo, o temido Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre amarela, zika e chikungunnya. Mas, uma tecnologia desenvolvida pela startup belo-horizontina Communitor promete melhorar e agilizar o combate à infestação dos mosquitos.

A ferramenta consiste em um monitoramento feito por um algoritmo, usado na contagem dos ovos por visão computacional. Essa leitura de resultados, obtidos pelo algoritmo, gera um mapa de calor com pontos de infestação em tempo real.

Essa tecnologia possibilita agilidade e eficácia no combate a infestação dos mosquitos, uma vez que a contagem manual por armadilhas ovitrampas demanda 15 dias para apresentar um resultado. Esse número é superior ao ciclo de reprodução da fêmea do mosquito, que é de sete dias, atrasando o controle preciso da quantidade de ovos em cada região analisada.

As regiões Norte e Centro-Sul de BH já diminuíram consideravelmente a infestação do mosquito, por meio do monitoramento computacional. O aglomerado da Serra reduziu 62% e o entorno do Aeroporto da Pampulha, 40%.

Além de obter um resultado mais rápido, a precisão dos relatórios possibilita a ação imediata nos focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti. A tecnologia também reduz gastos e melhora a prevenção das doenças transmitidas pelo inseto. 

Outras Matérias