SouBH Notícias

OMS lança campanha contra poliomielite

Sem casos desde 1987, Minas Gerais possui 95% de cobertura vacinal para a doença

Redação Sou BH - 07/05/14 as 13:31 - Atualizado em 12/08/14 as 10:38

Na segunda-feira (5), a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou estado de emergência para a poliomielite. A doença vem se propagando por países como Afeganistão, Iraque e Guiné Equatorial. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), os municípios mineiros mantêm altas coberturas vacinais de rotina, que atingem 95% da população menor de um ano.

A poliomielite foi erradicada das Américas em 1994 e o calendário do Programa Nacional de Imunização mantém o Brasil livre da Pólio desde 1989. O último caso foi registado no município de Souza, na Paraíba. Em Minas, o último caso ocorreu em 1987, em Santa Maria de Itabira. A diretora de Vigilância Epidemiológica da SES, Márcia Cortez, destaca que é essencial preservar o processo permanente de vigilância epidemiológica e a cobertura da vacina.

Conforme o calendário de imunização, toda a criança deve ser vacinada aos 2, 4 e 6 meses de vida. O primeiro reforço deve ocorrer aos 15 meses. Todos os anos o Sistema Único de Saúde promove campanhas para a vacinação de crianças menores de cinco anos. A próxima campanha será realizada entre os dias 13 e 30 de setembro deste ano, em todo o país.

A referência técnica estadual em Poliomielite, Ana Paula de Oliveira, esclarece que todos os países disponibilizam a vacina contra a Pólio, entretanto, alguns possuem baixa cobertura vacinal e são considerados endêmicos como Afeganistão, Paquistão e Nigéria.

A Poliomielite (paralisia infantil) é uma doença infectocontagiosa aguda, causada por um Enterovírus denominado poliovírus (sorotipos 1, 2 e 3). Caracteriza-se por um quadro de paralisia flácida de início súbito, resultante da destruição dos neurônios motores localizados no corno anterior da medula espinhal. Adultos podem desenvolver uma forma branda da doença, não causando sequelas.

A transmissão de poliovírus ocorre principalmente por meio do contato direto entre as pessoas, pela via fecal-oral ou, raramente, oral-oral. As pessoas não imunizadas são suscetíveis a contrair a doença, sendo que a infecção natural ou a vacinação conferem imunidade duradoura.

Fonte: Agência Minas

Outras Matérias