SouBH Notícias

Justiça proíbe a venda de animais no Mercado Central de BH

Descumprimento da decisão, que ainda cabe recurso, implicará em multa de R$ 10 mil por dia

Redação Sou BH - 08/11/16 as 09:09 - Atualizado em 08/11/16 as 09:42

Imagem do Mercado Central
Comerciantes do Mercado Central não poderão vender animais Foto: Charles Torres / Divulgação

Um dos assuntos mais polêmicos de BH, a venda de animais no Mercado Central ganhou um novo capítulo nesta semana. Uma liminar do Ministério Público de Minas Gerais (MPGM) proibiu a comercialização dos bichos dentro do local, que é um dos mais tradicionais pontos turísticos da capital mineira.

A decisão foi do juiz Rinaldo Kennedy Silva, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública Municipal da Comarca de Belo Horizonte. O descumprimento da nova normal implica em multa de 10 mil reais. Os comerciantes terão dez dias para suspender totalmente a venda dos animais no local.

O assunto é muito polêmico e divide os belo-horizontinos. Alguns defendem a comercialização dos animais no Mercado, alegando ser algo histórico e tradicional da capital. Outros preferem que o local não venda os bichos, com base nos direitos dos animais e em questões de higiene, já que o Mercado também é um centro de comercialização de alimentos.

A decisão do juiz cabe recurso. A Prefeitura de BH ainda não se posicionou oficialmente sobre o caso.

Outras Matérias