SouBH Notícias

IPVA caro? Única Ferrari FF em Minas vai pagar mais de R$ 100 mil de imposto

Na contramão, o valor mais barato não chega a R$ 5

Redação Sou BH - 04/12/17 as 16:03 - Atualizado em 04/12/17 as 17:09


Banco de imagens/Shutterstock

Muita gente fala que ter um carro é como ter um filho: eternos gastos e imprevistos que costumam dar um trabalhinho e apertar o bolso. Agora imagine um filhão com o valor de IPVA que ultrapassa os seis dígitos. Em 2018, o maior valor do Imposto de Propriedade de Veículos Automotores em Minas é de nada mais, nada menos do que R$ 117.403,98 referente a uma Ferrari FF/2015 (
igual a da foto), que chega a custar quase R$ 3 milhões.  

No outro extremo, com uma nota de R$ 5 é possível quitar o IPVA de um ciclomotor da marca Monark/Monareta do ano de 1985, calculado em R$ 2,37, o menor do Estado. Mas, para quem não está em nenhuma das pontas da tabela, a média geral do IPVA 2018 é de R$ 525,13 e, para veículos 0km emplacados neste ano, o valor é de R$ 955,12. 

Confira a lista dos mais impostos mais caros e mais baratos:

Maiores valores

  • R$ 117.403,98 – Ferrari FF/2015 (só tem uma em Minas) custa quase R$ 3 milhões
  • R$ 91.014,00 – Ferrari F2 Berlinetta/2014
  • R$ 59.542,38 – I/Lamborghini H LP 610-4/2014

Menores valores

  • R$ 2,37 ciclomotor – Monark/Monareta ano 1985 
  • R$ 2,52 ciclomotor – Monark/Monark – ano 1988
  • R$ 3,23 ciclomotor – Caloi/Mobyl – ano 1982

Isenções

Em contrapartida aos valores exorbitantes, há grupos que são isentos do pagamento do IPVA. Em Minas, quase 25 mil veículos que prestam o serviço de táxi não pagam o imposto. Automóveis de deficientes físicos, partidos políticos e transporte escolar também estão livres da taxa. 

IPVA 2018

Os proprietários de veículos emplacados em Minas Gerais podem quitar o IPVA 2018 a partir desta segunda-feira (4). O cronograma de parcelamento começa no dia 10 de janeiro. As boas notícias são que o imposto terá redução média de 2,98% em relação a 2017, e que o contribuinte poderá ter 6% de desconto em 2019 caso o dono do carro se mantenha regular por dois anos consecutivos. 

Em contrapartida, quem tem caminhonete de carga cabine dupla ou estendida vai pagar mais. O veículo passou da alíquota de 3%, reservada para veículo de carga, para a de 4%, destinada aos de passeio: 


Outras Matérias