SouBH Notícias

Pesquisa mostra que preço de itens do material escolar pode variar até 435%

O objetivo do levantamento é apresentar aos consumidores a comparação de preços entre as principais lojas do setor em Minas

Redação Sou BH - 07/01/19 as 11:16 - Atualizado em 08/01/19 as 09:09

mulher comprando material escolar
Foto: Arquivo/Agência Brasil

No começo do ano sempre tem aquelas despesas fixas, e o material escolar acaba sendo uma das que mais pesam no bolso. Conferindo a grande diferença nos valores do segmento, o site Mercado Mineiro divulga o primeiro levantamento de preços de material escolar para o início de 2019. Entre os dias 2 e 6 de janeiro, foram pesquisados 82 produtos em dez estabelecimentos, o custo de alguns itens pode ter variações de mais de 430%.

O objetivo da pesquisa é apresentar aos consumidores a comparação de preços entre as principais lojas do setor, além de criar uma formatação simples para demonstrar as mudanças que o material escolar sofre de um ano para o outro. Com alterações de preço que vão de 10% a 435%, os produtos são de diferentes segmentos, marcas e lojas.

Veja alguns preços encontrados na pesquisa:

Um refil para fichário de 96 folhas pode custar de R$ 6,90 até R$ 14,90, variando 115%. Já a régua de 30 cm pode custar de R$ 1 até R$ 2,95, apresentando uma diferença de 195%. Em relação a marcas, a tesoura escolar inox de ponta redonda da Munidal pode ser encontrada nas prateleiras por R$ 5,90 até R$10,90, uma variação de 84%. A massa modelar com 12 cores da Faber Castell ou Acrilex tem uma variação de 231%, podendo custar de R$ 4,49 até R$ 14,90.

Alguns produtos ultrapassam os 300% de variação, como o grafite 0,5mm com 12 minas, podendo custar de R$ 1,40 até R$7,50, uma alteração de 435%. A cola branca da Cascolar e da 3M pode ser encontrada de R$ 1,50 até R$ 6,90, variando 360%. Já o caderno brochurão de capa dura e com 96 folhas custa entre R$ 5,90 e R$ 19,99, uma variação de 238%.

O Mercado Mineiro também comparou os preços médios de janeiro de 2018 com janeiro de 2019 e constatou um aumento significativo nos preços de vários itens.

De acordo com o site de pesquisas, o levantamento serve como referência para o consumidor. A qualidade, preço, facilidades de pagamento, devem ser avaliadas no momento da escolha tanto do material como do estabelecimento. A sugestão do Mercado Mineiro para o consumidor é avaliar as duas ou três lojas com os menores preços para comprar o material escolar.

A pesquisa completa está disponível no site do Mercado Mineiro.

Outras Matérias