SouBH Notícias

Cervejarias artesanais independentes de Minas Gerais são as que mais geram emprego no Brasil

Em todo o país, 54,13% de todas as oportunidades no setor vieram de pequenas indústrias

Redação Sou BH - 07/12/18 as 11:07 - Atualizado em 07/12/18 as 11:58

mulher enchendo copo de cerveja
Foto: José Cruz/Agência Brasil

O mercado cervejeiro está a pleno vapor em todo o país. O número de cervejarias artesanais mais do que dobrou no Brasil nos últimos cinco anos, são mais de 830 empresas. E Minas Gerais é um dos destaques no mercado. Das 800 vagas de emprego em cervejarias independentes, o estado conta com 318.

As empresas menores – com até 99 funcionários – foram as que mais abriram vagas, totalizando 951. Em todo o país, 54,13% de todas as oportunidades no setor vieram de pequenas indústrias. O destaque também vai para as cervejarias artesanais independentes com até quatro colaboradores, que foram responsáveis por 800 novos postos de trabalho. Entre os estados, Minas Gerais liderou o ranking, com 318 vagas, seguido por Rio Grande do Sul (151) e São Paulo (116). 

Já as grandes indústrias – acima de 100 funcionários – geraram 806 empregos no mesmo período. No geral, as unidades federativas que mais se destacaram foram São Paulo (563), Minas Gerais (382), Rio Grande do Sul (191), Goiás (156) e Rio de Janeiro (110).

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), Carlo Lapolli, esse resultado mostra a força do setor e evidencia a atuação de empresas que estão iniciando ou se estruturando agora. “O público está cada vez mais exigente com a qualidade dos produtos, o que acaba destacando as marcas independentes. Isso explica o aumento do consumo e, consequentemente, a produção e geração de empregos”, explica.

Até setembro de 2018, o Brasil contava com 835 marcas independentes. A expectativa, segundo a Abracerva, é fechar o ano com mil empresas em operação.

Outras Matérias