Matérias

Inverno chegou! Veja como fugir da gripe e outras doenças da estação

Algumas doenças de inverno como gripe, resfriado e sinusite já são bem conhecidas nessa época do ano.

Redação Sou BH - 11/07/18 as 10:54 - Atualizado em 11/07/18 as 10:56

gripe
Foto: Banco de Imagens/Shutterstock

Quando as temperaturas abaixam e o tempo fica mais seco muita gente já sente um pequeno mal-estar, que pode ser uma tosse, crise de espirros ou dores pelo corpo.  Algumas doenças de inverno como gripe, resfriado e sinusite já são bem conhecidas nessa época do ano. Abaixo listamos algumas dicas para dribla-las e informações importantes que você deve saber. Confira!

- Lave as mãos frequentemente com água e sabão ou use álcool gel, principalmente após tossir ou espirrar;

- Ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com a parte interna do braço ou com lenços descartáveis;

- Não compartilhe alimentos, copos, toalhas e objetos pessoais;

- Evite ambientes fechados e com muitas pessoas, mantenha os espaços sempre arejados.

- Evite tocar nos olhos, na boca e no nariz após contato com superfícies;

- Esteja com sua vacinação em dia. Conheça os grupos prioritários: pessoas a partir de 60 anos, crianças entre 6 meses e 5 anos; trabalhadores de saúde, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto e professores; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis. (fonte: Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais)

CONHEÇA AS PRINCIPAIS DOENÇAS QUE SE AGRAVAM NO INVERNO:

RESFRIADO: O resfriado é uma infecção leve das vias aéreas superiores (nariz e garganta). Não existe remédio para curá-lo, apenas para amenizar os sintomas. Se não houver complicação, tende a passar sozinho. 
Sintomas: coriza e espirros. Pode ou não ocorrer febre baixa.

GRIPE: A gripe é uma doença muito contagiosa, que ataca as vias respiratórias (nariz, garganta e pulmões) e é causada por um vírus chamado Influenza. Se não houver complicação, tende a passar sozinha.  
Sintomas: Semelhantes aos do resfriado, porém com quadros sistêmicos. Febre alta, dores musculares e articulares, dores de cabeça e inflamação dos olhos.

SINUSITE: A sinusite é uma inflamação dos seios da face. Ocorre geralmente após resfriados prolongados ou crises de alergia (rinite).
Sintomas: tosse, principalmente após deitar-se; nariz congestionado, com secreção amarelada; dor de cabeça, com ou sem febre; tontura e mal-estar.

BRONQUITE: A bronquite é uma reação inflamatória dos brônquios que dificulta a chegada do ar aos pulmões.
Sintomas: tosse seca ou com catarro e chiado. Com o agravamento, há dificuldade para respirar, fadiga, mal-estar geral e febre.

RINITE: A rinite é uma inflamação não contagiosa das mucosas do nariz, quase sempre causada por alergias ou por reações a fumaça. 
Sintomas: coriza, espirros e obstrução nasal.

ASMA: A asma é uma doença pulmonar causada pela inflamação dos brônquios e é muito comum em crianças. Sua principal consequência é a obstrução brônquica, que dificulta a passagem do ar durante a respiração. Apesar de não ter cura, é possível controlá-la fazendo o tratamento adequado e cuidando do ambiente à sua volta. Pode se agravar em quadros infecciosos.
Sintomas: chieira torácica, tosse e dificuldade para respirar.

LARINGITE: A laringite é uma inflamação da laringe (região da garganta na qual estão as cordas vocais). Trata-se de uma doença que pode aparecer sozinha, ou também ser um sintoma de bronquite, pneumonia e outras infecções respiratórias. 
Sintomas: rouquidão e tosse seca.

FARINGITE: A faringite é uma inflamação da faringe (área da garganta que está situada entre as amígdalas e a laringe). A doença pode ser um simples sintoma de um simples resfriado.
Sintomas: sensação de garganta arranhada, febre, secreção na garganta, dor de ouvido e dificuldade para engolir.

Fonte: Ações Unimed-BH

Outras Matérias