Matérias

Parque Municipal: um miniguia para explorar o patrimônio mais antigo de BH

Espaço de lazer e cultura tem atrações para a família toda, o ano inteiro

Redação Sou BH - 25/09/16 as 10:00 - Atualizado em 26/09/16 as 16:40

Bem no centro da capital, os belo-horizontinos têm acesso a um parque conhecido como o pulmão da cidade. Em 182 mil metros quadrados, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, mais famoso como Parque Municipal, abriga diferentes espécies de plantas, nascentes, fauna silvestre e vasta vegetação, que contribui para amenizar o clima da região.

Projetado no fim do século XIX e considerado o patrimônio mais antigo da cidade, o parque oferece programação de lazer, cultura e bem-estar o ano inteiro aos moradores e turistas. O Sou BH preparou um miniguia com curiosidades e dicas para aproveitar ao máximo tudo o que o Parque Municipal pode proporcionar aos visitantes. Confira!

1) Coreto
A estrutura, importada da Bélgica, ficava na Praça do Mercado e foi transferida para o Parque Municipal em 1922. Para recebê-la foi implantada uma praça circular com canteiros geométricos no estilo paisagístico Francês, símbolo da modernidade. O coreto recebe shows e serestas o ano todo.


2) Teatro Francisco Nunes e Palácio das Artes
Com o fim do Teatro Municipal, deu-se início a construção do Palácio das Artes, inaugurado em 1971. Para a cidade não ficar sem um teatro, foi construído, em 1949, um teatro de emergência, projetado por Luiz Signorelli, aberto em 1950, que hoje é o Teatro Francisco Nunes. O nome é em homenagem ao clarinetista e maestro mineiro Francisco Nunes. O espaço é uma das principais casas de espetáculos teatrais e musicais da cidade.


Crédito: Ricardo Laf

3) Ilha dos Amores
Originalmente chamada de Ilha das Garças, foi remodelada à francesa, em 1929, para receber a estátua de Anita Garibaldi, heroína brasileira que combateu na Revolução Farroupilha. Em 1926, recebeu uma ponte romântica, em madeira, projetada pelo engenheiro Gravatá. O local é destino de muitos casais que procuram um cantinho aconchegante para namorar ao ar livre.


4) Lagoa dos Barcos
Possui uma cascata chamada de Cascatinha dos Barcos, abastecida com água proveniente da própria lagoa, com função paisagística e de oxigenação. Na lagoa existem barcos a remo para passeio dos visitantes.

6) Parquinho dos brinquedos
O parque de diversões possui 21 brinquedos eletrônicos que encantam a criançada, como o carrossel, a roda gigante, o twist e a pista automotiva. Além das instalações, há também burrinhos e cavalinhos para passeio pelo parque.

7) Palácio das Artes
Um dos espaços culturais mais conhecidos de BH, o Palácio recebe grandes shows, peças teatrais e eventos nacionais. O complexo reúne, num mesmo local, diversos equipamentos culturais: Grande Teatro,Teatro João Ceschiatti,Sala Juvenal Dias,Cine Humberto Mauro,Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard,Galeria Genesco Murta,Galeria Arlinda Corrêa Lima e Galeria Mari’Stella Tristão.

8) Atividades
Durante todo o ano, o parque oferece programação fixa aos visitantes, como o projeto Sementes de Poesia, realizado todo terceiro domingo do mês e traz um recital ao ar livre, com microfone aberto à poesia para o público em geral. As práticas de tai chi chuan, são ministradas às sextas-feiras e sábados, de lian gong às quartas e sábados, e de yoga no primeiro e segundo domingo do mês. Toda última quinta do mês, acontece a exposição de Plantas Medicinais, e o Projeto Roda de Bem Nascer, que oferece atividades lúdicas e informativas para grávidas e lactantes, é promovido todo segundo sábado do mês.

Outras Matérias