Parque Vale Verde com Criança

Grupo "Padecendo no Paraíso" dá dicas para um passeio inesquecível com suas crianças no Parque Vale Verde

Redação Sou BH - 14/07/15 as 18:03 - Atualizado em 17/12/15 as 13:38

Parque Vale Verde com Criança
Atrações do Vale Verde Parque Ecológico Foto: Bebel Soares - Blog Padecendo no Paraíso

Padecendo

 Por Bebel Soares, do Blog Padecendo no Paraíso

O Parque Vale Verde (Rua Ary Barnosa da Silva, 905, bairro Vianópolis, em Betim/ MG) fica perto de Belo Horizonte. O estacionamento é de terra batida, com acesso também de terra até a entrada do parque.


Embora o acesso deixe a desejar a entrada é bonita e bem organizada, não pegamos filas e a atendente foi muito simpática. Muitas aves, muitos gramados, árvores e lagos. Paisagem linda. Passamos pelas aves e fomos direto andar de pedalinho, criança adora! O ticket tem que ser comprado ao lado da lanchonete. Vacilamos, porque da última vez que havíamos ido eles davam uma cartela onde iam marcando as atrações e produtos consumidos e pagávamos tudo no final.


No passeio do pedalinho você pode pegar um pouco de ração e ir alimentando os marrecos, cisnes e os peixes do lago. Prepare as pernas porque tem que fazer um esforcinho bom!

A fila estava grande para as atrações mais radicais, desistimos de ir na tirolesa por causa disso, mas é legal demais e irei em outra oportunidade! Ela passa por cima de um lago! Meu filho foi no Bungee Trampolim. Ele já tinha ido quando era mais novo, está com cinco anos e adorou, mas fez umas caras tão assustadoras que eu perdi a coragem de ir depois! Water Ball também é bem bacana, ele também foi e contou pro avô por telefone depois: "Eu fiquei dez horas sem respirar dentro daquela bolha!"




 

Mas quer saber do que as crianças mais gostam? Do mundo da fantasia! Pois é, o labirinto e a vila dos gnomos fizerem o maior sucesso!




Há lanchonetes pelo parque e você pode almoçar no restaurante de lá, paga-se um valor fixo e serve-se à vontade. A comida é simples, e não há muita variedade, diferente do Inhotim onde mesmo no buffet há uma grande variedade e pratos mais sofisticados. Mas o preço também é menor. Perto do restaurante há um parquinho onde as crianças podem brincar enquanto esperamos a fila do restaurante. Dessa vez, mesmo chegando lá ao meio dia, tinha fila. Isso porque havia uma reserva de várias mesas para uma comemoração e, da hora que chegamos na fila até terminarmos nosso almoço ninguém da reserva havia chegado. Várias mesas ficaram vazias por, aproximadamente uma hora, enquanto várias pessoas aguardavam sua vez para almoçar.

No final pudemos brincar um pouquinho com as cobras, marido ficou de longe só fotografando e eu cogitei comprar uma pra ser bicho de estimação, fui vetada: "Cobra, lá em casa, já basta você!"
Fotos: Arquivo Pessoal - Bebel Soares

Outras Matérias