Adaptação na escola

Para ser mais fácil para as crianças e, principalmente para as mães: dicas do Blog Padecendo no Paraíso

Redação Sou BH - 05/03/15 as 16:00 - Atualizado em 05/03/15 as 19:33

Adaptação na escola
Quanto mais cedo a criança entra na escola, mas fácil a adaptação Foto: Padecendo no Paraíso

Por Padecendo no Paraíso

O ano letivo começou e, com ele, a rotina de levar e buscar as crianças na escola, acompanhar a vida escolar dos pequenos e participar de reuniões com os professores. No entanto, para muitas mamães estreantes nessa rotina, todas essas atividades podem causar estranhamento e virem acompanhadas de uma certa dose de insegurança. Deixar uma criança pela primeira vez na escolinha parece fácil, mas pode ser uma tarefa desafiadora, principalmente se o pequeno não estiver tão empolgado com a nova fase. 

Mas como proceder quando a criança resiste à escola? Como ajudar nessa fase tão importante de adaptação entre ela e o mundo escolar? O blog Padecendo no Paraíso ajuda a responder. 

Confira 10 dicas bem recomendadas, pelas mães do Blog, para tornar esse processo mais fácil. 

1 - Adaptação dura três meses

Não só na escola, mas qualquer outra mudança. Nunca comece um processo antes de ter finalizado o outro. (Desfralde, retirada da chupeta, retirada da mamadeira, escola).

2 - Mãe segura, criança segura

As crianças são muito sensíveis, se você não estiver segura ela vai sentir e vai sofrer mais. É necessário? Então respire fundo e mostre pro seu filho, ou filha, que escola é legal! Se você não está segura, passe a tarefa para o pai, costuma dar certo!

3 - Procure chega à escola com a criança caminhando e não no colo

Cada caso é um caso, mas a criança chegar com suas próprias pernas costuma deixa-la mais segura. 

4 - Se a professora sinalizar para você ir embora, vá

Longas despedidas acabam sendo muito mais dramáticas do que um “Tchau, eu volto pra te buscar.” A professora está preparada para receber seu filho, mesmo se ele estiver chorando, confie. Em cinco minutos o choro já deverá ter acabado!

5 - Despeça-se da criança afirmando que volta para buscá-la

Ter essa certeza a deixará muito mais tranquila! Quando voltar para buscar diga: “Viu, eu voltei!”

6 - Nunca saia escondida

Dizer que só vai ali pegar uma coisa e já volta pode ser um caminho bem fácil num primeiro momento. Você evitou o choro, que ótimo! Mas as crianças são inteligentes, logo perceberão que foram enganadas. Nunca minta pro seu filho. Isso o deixará bem mais inseguro no dia seguinte e ele não vai mais acreditar nesse papo de vou ali. Dramalhão a vista!

7 - Conversas motivadoras

Tem muita coisa legal na escola, atividades, amigos, várias coisas que ele não teria oportunidade de fazer em casa. Ou que você não teria paciência ou criatividade pra fazer com eles, quem sabe? Você também já foi criança e já foi pra escola, que tal contar as histórias da sua época? Eles adoram ouvir!

8 - Tratar a escola como algo normal e não ficar falando do assunto o dia todo

Em casa, fora do horário da aula, que tal manter as conversas e brincadeiras normais dentro da rotina da casa? Ficar falando da escola gera uma ansiedade desnecessária. Criança não tem essa noção de passado e futuro, para elas, o importante é o agora. Vamos viver o presente!

9 - Quanto mais cedo a criança entra na escola, mais fácil a adaptação

Apesar da polêmica fase de adaptação do organismo, na qual a criança adoece ao conviver com outras crianças, quanto mais cedo, mais natural será a adaptação dela. Crianças maiores normalmente são mais apegadas a suas rotinas e tendem a ter mais dificuldades de dividir.

10 - Respeite os sentimentos da criança

Ela pode chorar, não precisa, mas pode. É natural ter medo do desconhecido. Mas, em pouco tempo não haverá mais motivo para o medo. Respeite o momento, apoie e mostre que vai passar e tudo vai ficar bem!

Observação: As sugestões funcionaram com um número maior de pessoas, mas é claro, há exceções. Se não funcionar com você, não se desespere. Cada criança tem o seu tempo.

Outras Matérias