Matérias

Entenda o que é e a importância da pesquisa de mercado para um novo negócio

É importante saber a definição e aplicação da pesquisa, além de definir seu público-alvo e analisar o mercado de atuação

Redação Sou BH - 09/07/18 as 10:57 - Atualizado em 09/07/18 as 10:58

pesquisa
Foto: Banco de Imagens/Shutterstock

Novos empreendimentos sempre contêm um certo grau de incerteza, tanto em relação às informações em que estão baseados, quanto em relação às suas possíveis consequências. Por isso, é necessário que haja uma pesquisa mercadológica bem feita para garantir um caminho certeiro para o seu novo negócio.

Mas a informação por si só não leva à decisão nem ao sucesso do seu empreendimento. É preciso escolher um curso de ação que ajude a identificar problemas e oportunidades e que indique caminhos que reduzam as incertezas. Também é preciso que o empreendedor vença o ceticismo e confie nos resultados da pesquisa.

É possível coletar dados confiáveis regularmente obtidos e organizados por entidades pública ou privadas. Estas informações podem estar em:

* Prefeituras Municipais;

* Secretarias de Estado;

* Órgãos do Governo Federal;

* Entidades de classe;

* Universidades;

* IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística);

* Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas);

* Associações comerciais, industriais e sindicatos;

* Centros de pesquisa, cooperativas e agências de desenvolvimento;

* Centros tecnológicos;

* Jornais, revistas e publicações especializadas.

Se estas fontes não forem suficientes, ou se você precisar de mais dados, considere uma consulta direta, ou seja, perguntar diretamente a clientes, possíveis clientes, fornecedores ou funcionários.

Para que serve a pesquisa mercadológica?

Conhecer o perfil do cliente: ela fornece a caracterização dos clientes nos aspectos quantitativos (potencial do mercado, participação da empresa no mercado, etc.) e qualitativos (estilo de vida, características comportamentais, hábitos de consumo, escolaridade, renda, dentre outros).

A pesquisa também é essencial para perceber a estratégia dos concorrentes e observar seus pontos fortes e fracos.

Analisar os fornecedores e as empresas que fornecem produtos e serviços: sistema de vendas e distribuição, políticas de preços e cobrança, qualidade dos produtos e serviços. O objetivo é possibilitar ao empreendedor a avaliação comparativa de seus potenciais fornecedores e, a partir de certos critérios, definir a classificação deles para orientar o processo de compras, ou, se for o caso, de terceirização das atividades.

Serve, também, para dimensionar o mercado, identificar o segmento mais lucrativo, detectar novas tendências, avaliar a performance de seus produtos e serviços, identificar a quantidade

ou volume que o mercado é capaz de absorver e a que preços esses produtos poderão ser vendidos.

Defina seu público-alvo

Ao lançar um produto no mercado, a empresa deve saber quem será o público-alvo. Isso é essencial porque os produtos existem, em primeiro lugar, para satisfazer às necessidades dos clientes.

Realizar uma pesquisa do público-alvo é uma etapa que não deve ser esquecida, pois poderá fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso de um novo produto ou até da empresa como um todo.

Recomendações:

Uma boa pesquisa junto aos consumidores já existentes ou futuros indicará como um produto será recebido, quem se interessará por ele, e até que preço o consumidor estará disposto a pagar.

Informará, ainda, quais as vantagens que os produtos concorrentes oferecem e seus pontos fracos. Poderá, inclusive, mostrar como o público reagirá ao nome do produto, à sua embalagem, design, sabor, etc.

A recomendação é fazer uso do cadastro de clientes para entendê-los melhor. Esse cadastro deve conter nome, telefones, e-mails, endereço, sexo, profissão, faixa etária e, principalmente, o que compram, por que compram e com qual frequência.

De maneira geral, para que uma pesquisa seja eficaz, deve passar pelas seguintes etapas:

1º passo – Defina o objetivo da pesquisa: o que você quer descobrir com ela? (Pode ser para definir a qualidade e a variedade dos produtos, ajustar preços ou dimensionar o tamanho da equipe de vendas, por exemplo)

2º passo – Estabeleça quem é o público-alvo da pesquisa (são os fornecedores, os consumidores ou os concorrentes?). O público é definido com base no objetivo da pesquisa.

3º passo – Defina o tamanho da amostra da pesquisa, isto é, quantas pessoas deverão respondê-la.

4º passo – Elabore um roteiro básico de perguntas. Elas devem:

* ser simples, diretas e imparciais;

* ser testadas internamente antes de aplicadas junto aos consumidores, visando realizar ajustes para que tenham fácil entendimento para os entrevistados;

* conter todos os aspectos que se deseja detectar, como aceitação do produto, se a necessidade do consumidor será atendida, o quanto imaginam que vão consumir e opiniões gerais sobre o produto.

5º passo – Elabore o questionário com as perguntas já testadas e validadas.

6º passo – Aplique o questionário junto ao público-alvo da pesquisa, buscando ser isento. Não direcione as perguntas para obter as respostas que você deseja.

7º passo – Compile os resultados e analise as respostas.

Já uma pesquisa prévia ao lançamento de um produto poderá ter etapas um pouco diferenciadas. Antes de iniciar, é preciso estabelecer claramente qual o produto que se pretende lançar, definindo as características básicas, como tamanho, qualidade, forma, dentre outras.

Em seguida, desenvolva um protótipo do produto, utilizando profissionais de design de embalagens entre outros especialistas. Depois, é só seguir os passos da pesquisa mostrados acima. O público-alvo é o grupo de possíveis futuros consumidores e suas características, tais como idade, sexo e poder aquisitivo.

Da Agência Sebrae de Notícias

Outras Matérias