Matérias

Aplicativo de finanças: 5 apps para cuidar do seu negócio

Sucesso na área de empreendedorismo é sinônimo de uma gestão financeira bem conduzida: saiba como usufruir da tecnologia

Redação Sou BH - 24/11/17 as 16:15 - Atualizado em 24/11/17 as 17:18


Arte SouBH

Uber, Cabify, iFood, Spotify... A tecnologia que faz parte da nossa rotina também é imprescindível para quem quer começar o próprio negócio ou mesmo já é experiente na arte de empreender. Se antigamente o dono de algum negócio precisava gastar vasto tempo e energia para acompanhar todos os processos, hoje em dia o empreendedor só precisa de alguns cliques no celular. É justamente esse o papel de um aplicativo de finanças.

Sucesso na área de empreendedorismo é sinônimo de uma gestão financeira bem conduzida. Se o mundo das finanças ainda é um pouco distante para você, confira exemplos e conceitos de gestão financeira para garantir bons negócios:

Fluxo de caixa: registra receitas e despesas do negócio, mostrando a realidade financeira, além de mostrar o desempenho passado, presente e projetar resultados futuros.

Conciliação bancária: compara o saldo interno e as movimentações de pagamentos e recebimentos registrados no fluxo de caixa com as informações do extrato bancário.

Orçamento empresarial: representa um compromisso que a empresa assume com seu próprio futuro. Prevê receitas, despesas e investimentos por um período determinado, estabelecendo metas e permitindo cresce a partir delas.

Aplicativos de finanças: reúnem uma série de ferramentas de gestão financeira, como fluxo de caixa e controle de gastos, permitindo gerenciar pelo celular o dinheiro da empresa.

Mas qual as vantagens reais de aplicar a gestão financeira?

Pois bem, você amplia o conhecimento da empresa, contando com informações fiéis e precisas; busca reduzir as perdas e aumentar os ganhos a partir do momento que você vê a realidade financeira, descobrindo as origens dos problemas; investe com sabedoria, definindo metas viáveis com um planejamento mais estratégico e sem “ficar no escuro”. Uma vantagem encontrada também, é uma maior precisão ao preço de venda, nem com preços altos demais que assustam os clientes, ou muito baixos que comprometam os lucros.

Como um aplicativo de finanças pode aumentar o faturamento do seu negócio?

Todos os benefícios, anteriormente citados, estão ao alcance do gestor a partir de um aplicativo de finanças. Pelo celular, de forma prática, ele também pode conhecer os números do negócio, analisá-los e ter mais certeza nas decisões que irá tomar, seja para sair da crise ou expandir sua atuação.

Lembra o que foi dito sobre o preço de venda? Então, vamos supor que você queira fazer uma promoção e praticar valores mais baixos para atrair clientes. A ideia é boa, mas qual será a estratégia?

Ter mais pessoas comprando não necessariamente resultará em aumento de faturamento. Afinal, com preços baixos, terá que vender muito mais para empatar com a receita da estratégia anterior.

O que fazer, então?

Abra o seu aplicativo financeiro no celular, cheque os custos e analise o comportamento financeiro da empresa. 
Essa ação já responderá se o momento é propício para a ação planejada. Também vai te dar as informações que necessita para determinar valores de venda que sejam, ao mesmo tempo, atrativos ao cliente e lucrativos para o negócio.

Parece sonho, não é mesmo?

Mas os exemplos que mostram como um aplicativo pode aumentar o faturamento do negócio não param por aí.

Sempre que identificar custos mais altos que o necessário e promover ajustes, essa ação terá impactos positivos nas receitas. Melhor do que isso: a diferença irá aparecer também no lucro, que resulta da diferença entre o faturamento e as despesas.

Enfim, confira 5 aplicativos para cuidar das finanças:

conta.MOBI

Oferece soluções completas ao microempreendedor individual através da sua conta bancária digital gerenciada por computador ou dispositivos móveis. Com o app, é possível conferir saldo e extrato, gerenciar contas a pagar e a receber e realizar o fluxo de caixa, com indicadores visuais fáceis de compreender. Tem versão gratuita com todos os recursos. 

Qipu

Aplicativo gratuito, agrega ferramentas de gestão financeira para empreendedores, como fluxo de caixa, conciliação bancária e análise gráfica de despesas e de controle de vendas. Foi desenvolvido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com a Buscapé Company.

Meu Negócio em Dia

É outro app gratuito cuja função principal é organizar as finanças empresariais. Disponibiliza a análise de receitas e despesas por gráficos e indicadores, conta com uma calculadora comparadora de custos e um simulador de sonhos. Foi desenvolvido em parceria entre o Sebrae e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Minhas Economias

O app de gestão financeira pessoal e empresarial é gratuito e traz saldos, relatórios, gráficos, cadastro de transações financeiras, aviso sobre contas a pagar e organização de receitas e despesas. É um aplicativo de planejamento e não realiza operações através dele.

GuiaBolso

Tem foco na organização das finanças. Entre os seus principais recursos, está a sincronização gratuita da movimentação bancária, categorizando automaticamente as despesas. Também permite o cadastro de metas, indicando gastos que comprometem a sua realização.

Com 5 aplicativos, como escolher a melhor ferramenta?

A melhor ferramenta é você quem decide. Como o mercado traz uma série de opções, nem sempre aquela que reunir mais funcionalidades será a solução perfeita. Afinal, pode exigir um maior investimento por recursos que não serão totalmente utilizados no seu negócio.

Assim, na hora de escolher com qual aplicativo ficar, a dica é olhar para dentro da empresa e identificar quais são as suas necessidades. Precisa de organização e planejamento, ou gostaria de algo mais completo, como um app no qual seja possível pagar contas e receber de seus clientes? Encontre primeiro essa resposta para depois buscar seu novo parceiro na gestão financeira.

7 dicas de ouro para controlar o dinheiro do seu negócio

1. Registre todas as receitas e despesas, por menores que sejam.

2. Jamais misture as finanças pessoais com as empresariais.

3. Conheça bem seus custos antes de precificar produtos e serviços.

4. Esteja atento ao estoque para evitar perdas e nada faltar.

5. Confirme a realização de pagamentos e recebimentos.

6. Conheça sua realidade financeira e planeje o futuro a partir do resultados.

7. Tenha o apoio de um contador para seguir as melhores práticas.

Outras Matérias