Matérias

69% dos belo-horizontinos consultados são a favor da retirada dos camelôs do centro de BH

Pesquisa do Sou BH em parceria com a Opinion Box foi realizada com 400 moradores da capital

Redação Sou BH - 05/07/17 as 16:11 - Atualizado em 06/07/17 as 17:14

Nos últimos dias um assunto polêmico movimentou a população que frequenta diariamente o centro de Belo Horizonte. A Prefeitura deu início ao Plano de Ação do Hipercentro da capital que inclui a realocação dos camelôs e ambulantes que comercializam, de forma ilegal, produtos nas calçadas e praças da região.

Para saber a opinião dos belo-horizontinos sobre esse assunto, o Sou BH em parceria com a Opinion Box, perguntou aos moradores da capital: “Você é a favor que a Prefeitura de BH remova os camelôs e ambulantes irregulares do centro?”

A pesquisa online foi realizada entre os dias 30 de junho e 5 de julho com 400 pessoas e mostrou que 69% é a favor e 31% se colocou contra a remoção dos camelôs.

Participaram da pesquisa homens e mulheres acima de 16 anos de todas as classes sociais.  

ENTENDA O CONTEXTO

Em uma das etapas, iniciada na última semana, fiscais da Prefeitura de BH foram às ruas da cidade informar aos camelôs como o projeto seria realizado. A operação de fiscalização para coibir a atuação de vendedores irregulares no hipercentro causou manifestações na última segunda-feira. Os ambulantes contestaram as ações da prefeitura alegando não terem sido informados com antecedência sobre a realocação para centros comerciais. Alguns deles desacreditam que todos os vendedores serão recolocados no comércio, não tendo sua fonte de renda prejudicada.

Após manifestações no centro da capital, a Prefeitura de BH antecipou para esta quinta-feira o sorteio de vagas em shoppings populares para camelôs cadastrados. O Plano de Ação, que já cadastrou 1.137 camelôs nos últimos quatro meses, tem como objetivo acolher, investir, treinar e dar subsídios para que os camelôs tenham a oportunidade de atuar nos shoppings populares.

A OPINION BOX
A empresa desenvolve soluções digitais para pesquisas de mercado e coleta de dados primários. O trabalho é todo baseado em informações de credibilidade e segurança. 

Outras Matérias