Matérias

A arte mais perto dos quatro sentidos

Tato, olfato, audição, paladar: experiências sensoriais fazem parte das atividades de espaços culturais da capital

Redação Sou BH - 18/12/14 as 23:00 - Atualizado em 08/01/15 as 08:47

CCBB e Casa Fiat de Cultura são espaços que apresentam programação para pessoas com necessidades especiais
CCBB oferece para pessoas com necessidades especiais atividades sensoriais Foto: Pablo Bernardo

Por Débora Gomes, jornalista do Sou BH

Se a arte em algum momento já foi considerada inacessível, hoje podemos dizer que os tempos estão mudando. Além da entrada gratuita e dos horários estendidos para visitas em exposições, alguns espaços de BH estão preparados também para receber pessoas com necessidades especiais, oferecendo diversas atividades a fim de aproximar a arte e torna-la mais palpável e, de certa forma, visível.

Por meio de seu Educativo, o CCBB proporciona esse tipo de experiência. Mesmo com pouco tempo de atividade (foi inaugurado no fim de 2013), o espaço é considerado um dos mais importantes da capital quando a questão é acessibilidade. E isso não fica restrito à localização, nem ao elevador e à entrada lateral para cadeirantes, mas também pelas atividades desenvolvidas para estimular os sentidos. “Compreendemos que a nossa função social como espaço cultural só poderia ser cumprida de fato se tornássemos este ambiente um lugar democrático e acessível para todas as pessoas”, avalia a coordenadora do CCBB Educativo BH, Maria Emília Carneiro.

A atividade acessível mais notória desenvolvida no espaço é a Estação Sensorial que, segundo Maria Emília, consiste na elaboração de suportes táteis e reproduções de algumas obras expostas. “Elas são disponíveis para exploração pelo toque, suscitam discussões e uma experiência diferenciada e curiosa. Em muitos casos também trabalhamos com som e essências olfativas”, completa a coordenadora.

Além disso, o espaço proporciona as chamadas Visitas Sensoriais, propondo ao público o uso de vários recursos como placas táteis, audiodescrições e essências olfativas. “Essas visitas são feitas com visitantes espontâneos e grupos de inclusão agendado, durando cerca de uma hora e meia”, explica Maria.

O CCBB BH funciona de quarta a segunda-feira, das 9h às 21h. Para mais informações ou agendamentos, (31) 3431-9400.

Outro espaço que se dedica ao desenvolvimento de atividades sensoriais é a Casa Fiat de Cultura. Desde sua criação, a casa desenvolve ações para que um número maior de pessoas possa ter acesso à sua programação e, assim, dentro de seu Programa Educativo, projetos promovem a inclusão de cegos, surdos, deficientes físicos e mentais, além de detentos e outros projetos especiais.

Em sua existência, o espaço já desenvolveu atividades sensoriais tendo como base algumas exposições como “Rodin: Do Ateliê ao Museu”, de 2009, “Barroco Itália Brasil - Prata e Ouro”, de 2014, e a mais recente “Recosturando Portinari”, também de 2014. A casa funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 21h. Sábado, domingo e feriados, das 10h às 18h. Mais informações pelo telefone (31) 3289-8900.

Para saber de outros espaços em BH que são preparados para receber portadores de necessidades especiais, confira nossa lista.


Outras Matérias