Exposições

Olhares sobre o projeto Banho de Amor

De 9 a 31 de agosto, o projeto Banho de Amor será retratado em uma exposição fotográfica no MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal. A mostra "Olhares sobre o projeto Banho de Amor" é organizada por dez fotógrafos voluntários e apresenta 30 registros da realidade dos moradores de rua de BH. 

Na abertura, dia 9 de agosto, às 19h30, acontece um bate-papo sobre o projeto.

As imagens também retratam como iniciativas assistenciais como o Banho de Amor podem fazer a diferença na vida dos moradores de rua. Para abrir a exposição, será realizado um bate-papo na próxima quinta-feira, às 19h30, com Marcos Calmon, fundador do Banho de Amor, e alguns voluntários que apresentarão as propostas e ações desenvolvidas.

Banho de Amor

O projeto, criado entre amigos, oferece aos moradores de rua condições básicas de higiene, bem-estar e saúde. Com o objetivo de aumentar a dignidade e autoestima dessas pessoas foram criados dois banheiros itinerantes, equipados com chuveiros e pias. 

Semanalmente e de forma itinerante, são oferecidos aos moradores de rua de Belo Horizonte banhos quentes, acompanhados de kits de higiene individuais e roupas limpas, recebidas de doações. O Banho de Amor também entrega refeições, oferece atendimento estético e cabeleireiro, sessões de reiki, cadastro para empregos, encaminhamento para clínica de tratamento, livros, assistência social, de saúde e jurídica. 

Atualmente são cerca de mil voluntários cadastrados no projeto.

Veja também

  • Reportar erro

    Atenção

    Confirme as informações antes de sair, pois os horários, preços e formas de pagamento podem ser alterados sem aviso prévio.